Pular para o conteúdo principal

Socorro, eu não estou sentindo nada!!!

Esta é a pergunta: O que é que precisa acontecer,de qual tamanho e proporção, para sacudir a inércia e a covardia, finalmente sacudir a impunidade, e disciplinar a inconsequência???
Será que ninguém está sentindo nada????? Socorro!!! Tem alguém aí??

Um sonoro BAAAAAAHHHHHHHHHHHHHHHHHH!!!!!!!!!!!, é tudo e provavelmente só, o que eu gostaria de emitir.
Daquele tipo que mistura volume com profundidade, sabe qual?
Esse enjôo, essa ânsia de me desgrudar do visgo lançado pelo cinismo ideológico, que tomou conta dos valores, na maior parte da humanidade......
Focalizo: nada de generalizações - cansei de mim mesma generalizando...caindo no engodo de me achar a dona da verdade.
Estive me dando conta, de que estamos vivendo "a era dos argumentos."
Repare nisso: argumentos, são a única coisa que conta.
Moral, ética, honestidade, retidão, solidariedade....tudo isso é nada, quando diante de um único e bom argumento.
E olha que ele não precisa sequer ser forte, nem consistente, para fazer estragos astronômicos!
Sofismo! Puro e simples.
Lembrei de Zennon e a tartaruga...

Às vezes acho que estamos protagonizando na vida real, a íntegra do livro "A REVOLUÇÃO DOS BICHOS". Incrível como é igual!

O argumento tem também a função reveladora de iluminar as brechas das leis, que vão se tornando flácidas e aumentando seu espaço assustadoramente.
Quanto mais descompromissado o argumento, maior eficiência na flacidez que ele provoca, até que se tornem as brechas, o principal exercício da lei.
Que impotência cabe ao homem reto neste momento, não?
Que solidão!!!!

É tanto fogo cruzado, tanta bala perdida, que fica me parecendo ser a organização, um privilégio dos "fora da lei".
Se não forem refletidas nas leis de comportamento entre os homens, aonde mais podemos encontrar e priorizar nossas segurança, respeito e bem estar?
Se não forem apoiados nas leis criadas para nos assegurar o crescimento numa sociedade sólida, aonde mais nossos princípios encontrarão eco?
Em qual escritura podemos atualizar a situação do indivíduo e da sociedade? Assim...uma espécie de "manual de comportamento e expectativas para o homem moderno"?

Onde deveria estar escrito que o homem moderno está doente?
Está tão desesperado pelo poder que se tornou distraído, cínico e inescrupuloso??

Argumentos são discursos... e discursos, são palavras, palavras, palavras...
Palavras são palavras...palavras....que, como diz Fernando Pessoa, sem ação, não faz nascer uma flor!

Socorro! Será que ninguém mais está sentindo coisa alguma ????

Comentários

Anônimo disse…
OLÁ ZIZI,

GOSTARIA DE DEIXAR REGISTRADO A MINHA ADMIRAÇÃO, CARINHO E FANZIQUICE ( DE FÃ rsrsrsrss) POR VOCE. SEM NENHUMA DEMAGOGIA, TE CONSIDERO A MAIOR INTERPRETE DA MELHOR MÚSICA POPULAR BRASILEIRA QUIÇA INTERNACIONAL, POIS NAO CANTA APENAS COM O CORAÇÃO MAS COM A ALMA. ACOMPANHO TUA CARREIRA HÁ UM BOM TEMPO, APESAR DE SÓ TER OS TEUS DISCOS MAIS RECENTES, MAIS PRECISAMENTE A PARTIR DO CD "MAIS SIMPLES", E TODOS SÃO PRA MIM UMA PÉROLA QUE OUÇO E CUIDO COM MUITO ZELO E CARINHO. GOSTARIA DE SABER, QUANDO VIRÁ À MINHA CIDADE MARAVILHOSA E QUE TAMBÉM JÁ FOI SUA, SALVADOR, POIS INFELIZMENTE NO ÚLTIMO SHOW EU NAO PUDE PRESTIGIA-LA.
DESDE JÁ DESEJO À VOCE E À LUIZA TUDO DE BOM, MUITA PAZ E QUE CADA VEZ MAIS SEJAM ABENÇOADAS E ILUMINADAS POR DEUS.
Pat disse…
Seu texto abriu portas para uma infinidade de sentimentos e me convidou a pensar!
No quesito argumento, eu estou bem próxima dele esses dias, pois em uma estrada semana passada morreu um amigo e os argumentos foram vários: A estrada não está boa, a culpa é do governo e o governo culpa o sistema. A pior argumentação é a rebimbaca da parafuseta, alguém sabe onde fica isso? Pois bem, enquanto se está discutindo de quem é a culpa, na mesma estrada na sexta-feira morre um pai, no sábado um filho etc... E o dinheiro que pagamos com os Impostos? Um grande Bahhhh!!!
Depois vamos para os jornais e lá está a casa montada com artigos de luxo com dinheiro desviado da Universidade: 900 e tanto para uma lixeira e 300 e tanto para um abridor de lata. Acho que esses objetos devem ter pertencido ao Barão de Tóróró, a partir dai pensei: Será que na época do Barão já existia lixeira ou abridor de lata?
Zizi! Não sei se os outros sentem alguma coisa, particularmente, eu sinto muito e sei que na verdade, estamos fazemos força para os outros ficarem vermelhos. E sinceramente não sei mais o que fazer para mudar isso...
Infelizmente nobreza, honra e lealdade são termos que estão no dicionário e parece que lá vão ficar, esquecidos na poeira do tempo...
Pois é Amiga! Tenho esperança que tudo vai mudar. No entanto, agora, nesse momento (que espero vá passar logo) só penso nas palavras de Frida Kahlo que lá no final da sua vida disse:
“Espero ir embora e espero não voltar nunca mais”
Até qualquer hora dessas!
Pat
Amanda disse…
Acho que "podemos atualizar a situação do indivíduo e da sociedade" em Deus (ou denomine como quiser essa Força Superior e Onipresente). Através da oração, Deus é a única Força que me acalma nos meus momentos de desilusão e desespero pessimista com a raça humana. Eis a questão e a desgraça do mundo: a fraqueza humana de deixar-se levar pela vaidade, pelo poder, pelo dinheiro etc. Ele nos dá o livre arbítrio. Se tudo fora como Deus planejou, seria a Perfeição. Contudo, como seres humanos imperfeitos, necessitamos de evolução.
Grande beijo, Zizi. Vc me inspira na Música! Eu AMO sua Arte!!!

Postagens mais visitadas deste blog

Existe uma música cuja letra diz   “recordar é viver”
Pois bem, eu digo o contrário. Viver, de verdade, é recordar…..
Daquilo que, intimamente, já sabíamos - mas não lembrávamos que sabíamos… Recordar através de uma palavra solta no ar, um gesto, uma intenção, um deja-vù… qualquer coisa se presta a ser um sinal que suga dos infinitos do inconsciente a lembrança vaga de fatos, mas muito sólida em conteúdo e sentido.
Lembrar disso tudo trás sentido ao viver, ao sofrer que faz parte, àquilo que temos de aceitar porque a impotência bate de frente….
O caminho dessas lembranças, pelo menos o único que conheço, está bem perto - ou melhor : bem dentro de nós. Há que se ter coragem = core ( coração + agir ). Há que enfrentar nossos próprios demônios e dragões, que guardam as portas de entrada da memória… Parece simples, mas não é. Um pequeno e único gesto, por menor que seja, nessa direção, acredite: é Hercúleo.
Bem vindo à complexidade - inevitável como o destino - que nos compõe, e parece cobrar sua aut…

Pensou que eu tinha esquecido de você Eli?????

Mas não esqueci não!!!!!
Parabéns atrasados querida, mas limpinhos e cheios de carinho!!!
Desculpe não ter postado ontem!
Fui abduzida pela minha filha que me levou a um cinema incrível, a gente quase deita nele! E os garçons servem o que a gente já pediu.
Assistimos Almodovar com um pacote imenso de pipocas e prosseco rosê.
E eu ficava pensando: será que vai dar tempo de postar o parabéns da Eli?????
Não deu, mas então aqui vai:

PARABÉNS ELI!!!!
Muita saúde, paz, realizações, amor, felicidades e que seus desejos mais lindos sejam realizados!
Receba um beijo meu enooooooooooorme, e deste blog inteirinho que te ama!

Ah, a Carminha fez um cartão lindo prá você, só que veio em pdf. extensão que o blogger não aceita para uploads.

Então saiba que o carinho de todos por aqui é muito maior do que o que você imagina!
Beijos mil
Faço agora uma reverência aos Zizianos espalhados pelo Brasil e mundo.
Hoje, 22 de outubro de 2015, completamos mais um ano de vida!
Foi em 22 de outubro de 2007, que resolvi publicar meu blog na plataforma do blogspot, super discretamente, colhendo aqui e ali algumas pessoas que se reuniam em torno do meu trabalho...
Adriana GarciaCarmen Teixeira, Paulinha de Salta, Ney Lee, Conceicao MachadoManoel Vila NovaAndrezinho Possi, Luziane, ....... e assim, de grão em grão construímos uma relação tão quente, tão propícia, que casamentos aconteceram entre membros do blog, encontros físicos - tivemos 3, com pessoas do Brasil todo.
E o mais gratificante, foi perceber que apesar das diferenças de gêneros, sotaques, idades, lá no fundo do coração, todos nós Zizianos somos feitos de uma mesma substância. Nos emocionamos "alcançando" um sentido intrínseco nas canções, na poesia do cotidiano, nas aspirações.... enfim, somos todos da mesma gota de amor de Deus.
Obrigada por existirem na m…