Pular para o conteúdo principal

Confira algumas fotos, e o roteiro de "O Samba da Minha Terra"





ROTEIRO:
NA BAIXA DO SAPATEIRO
AS ROSAS NÃO FALAM
SEI LÁ, MANGUEIRA
ESCURINHO/ MEU PANDEIRO
PALAVRAS / TUDO SE TRANSFORMOU
CIRCO SEM LONA
PAIXÃO E MEDO
RETRATO EM BRANCO E PRETO
CAMINHOS CRUZADOS
DESAFINADO
SUFOCO/ AI IOIÔ
SINAL FECHADO
BALA COM BALA
DESESPERAR JAMAIS
MADALENA
O BÊBADO E A EQUILIBRISTA
TICO TICO NO FUBÁ
O SAMBA DA MINHA TERRA/ NA BAIXA DO SAPATEIRO (FINAL)

Comentários

Marina Schön disse…
Oi Zizi!!! Que show hein? Pelo os comentários de quem foi pude perceber que foi realmente arrebatador, e vendo agora o repertório tenho certeza que foi. Pena que perdi!!! E você estava linda como sempre!!

Fico imaginando qual vai ser o produto dessa temporada! Box com 12dvd's repletos de extras? porque não!!!! Material é que não falta, tenho certeza, e olha que ainda têm mais 6 noites.

Bom, vou ficar na torcida pra que você me escute!!! Eu e todos os fãs agradecem!!!!!!

Fica na paz!!! Beijinhos
Anônimo disse…
Seus comentários no post anterior sobre os ‘meninos’ músicos é delicado e preciso. Faltou dizer que o melhor de tudo é que não foram demonstrações de virtuosismos individuais. Talentosos, integrados, atentos. Som cheio, bonito. Faltou também elogiar o roteiro inteligente, envolvente, comovente. Lembrar do que se passou aquela noite traz um arrepio involuntário e imediato. Tenho ido aos shows sempre que posso, porque, por causa deles, voltei a acreditar no tempo da delicadeza. Ah, mais uma coisa da qual você se esqueceu: um auto-elogio. Afinal, Zizi, que divisões foram aquelas? De onde tirou aquele suingue? Como não atropelou as palavras enquanto as notas passeavam de alto a baixo? E como manteve a voz firme mesmo quando faltou a letra? Como descobriu aquelas sensações escondidas nas canções? Quem lhe ensinou que é possível cantar samba assim? Aquele trecho de ‘Cais’ foi uma ‘canja’ ou uma massagem cardíaca? Você disse lá (mais uma vez) que cantar é falar com Deus. Aplaudir de pé foi minha maneira de dizer “amém”. Abraço, naoqueromaissaber@gmail.com
Vladimir disse…
Pois é, Zizi!! Eu também fiquei pensando nesse "árduo" trabalho que tu vais ter de escolher quais músicas a entrarem no CD e no DVD, já que todas, até agora, ficaram ótimas, como o pessoal tem comentado!!

Que tarefa de gincana, não?? rsrs

Beijos
POOOOOORRA ZIZI !!!!!

QUE TORTURA!!!!!!!

IIIIIXE!!!!(irritação profunda)

UM BJ NÃO, UMA MORDIDA!!!
Fernando Pessoa disse…
O amor, quando se revela,
Não se sabe revelar.
Sabe bem olhar p´ra ela,
Mas não lhe sabe falar.

Quem quer dizer o que sente
Não sabe o que há-de dizer.
Fala: parece que mente...
Cala: parece esquecer...

Ah, mas se ela adivinhasse,
se pudesse ouvir o olhar
E se um olhar lhe bastasse
P´ra saber que a estão a amar!

Mas quem sente muito, cala,
Quem quer dizer quanto sente
Fica sem alma nem fala,
Fica só inteiramente!

Mas se isto puder contar-lhe,
O que não lhe ouso contar,
Já não não terei que falar-lhe
Porque lhe estou a falar...

E disse ainda:

Eu que te existo em mim, terei mais vida real do que tu, do que a própria vida que te vive?

disse bem.
Pat disse…
Zizi, li que vc colocou berimbau em uma das músicas, que barbaro. Foi na música "Na Baixa dos Sapateiros" foi? Deve ter ficado absurdamente linda!!!

Todos só falam nessa noite...rs...Repare: TUDO O QUE FICA PRONTO NA VIDA FOI CONSTRUÍDO PRIMEIRO NA ALMA.

Parabéns!
Pat

Postagens mais visitadas deste blog

Existe uma música cuja letra diz   “recordar é viver”
Pois bem, eu digo o contrário. Viver, de verdade, é recordar…..
Daquilo que, intimamente, já sabíamos - mas não lembrávamos que sabíamos… Recordar através de uma palavra solta no ar, um gesto, uma intenção, um deja-vù… qualquer coisa se presta a ser um sinal que suga dos infinitos do inconsciente a lembrança vaga de fatos, mas muito sólida em conteúdo e sentido.
Lembrar disso tudo trás sentido ao viver, ao sofrer que faz parte, àquilo que temos de aceitar porque a impotência bate de frente….
O caminho dessas lembranças, pelo menos o único que conheço, está bem perto - ou melhor : bem dentro de nós. Há que se ter coragem = core ( coração + agir ). Há que enfrentar nossos próprios demônios e dragões, que guardam as portas de entrada da memória… Parece simples, mas não é. Um pequeno e único gesto, por menor que seja, nessa direção, acredite: é Hercúleo.
Bem vindo à complexidade - inevitável como o destino - que nos compõe, e parece cobrar sua aut…

Pensou que eu tinha esquecido de você Eli?????

Mas não esqueci não!!!!!
Parabéns atrasados querida, mas limpinhos e cheios de carinho!!!
Desculpe não ter postado ontem!
Fui abduzida pela minha filha que me levou a um cinema incrível, a gente quase deita nele! E os garçons servem o que a gente já pediu.
Assistimos Almodovar com um pacote imenso de pipocas e prosseco rosê.
E eu ficava pensando: será que vai dar tempo de postar o parabéns da Eli?????
Não deu, mas então aqui vai:

PARABÉNS ELI!!!!
Muita saúde, paz, realizações, amor, felicidades e que seus desejos mais lindos sejam realizados!
Receba um beijo meu enooooooooooorme, e deste blog inteirinho que te ama!

Ah, a Carminha fez um cartão lindo prá você, só que veio em pdf. extensão que o blogger não aceita para uploads.

Então saiba que o carinho de todos por aqui é muito maior do que o que você imagina!
Beijos mil
Faço agora uma reverência aos Zizianos espalhados pelo Brasil e mundo.
Hoje, 22 de outubro de 2015, completamos mais um ano de vida!
Foi em 22 de outubro de 2007, que resolvi publicar meu blog na plataforma do blogspot, super discretamente, colhendo aqui e ali algumas pessoas que se reuniam em torno do meu trabalho...
Adriana GarciaCarmen Teixeira, Paulinha de Salta, Ney Lee, Conceicao MachadoManoel Vila NovaAndrezinho Possi, Luziane, ....... e assim, de grão em grão construímos uma relação tão quente, tão propícia, que casamentos aconteceram entre membros do blog, encontros físicos - tivemos 3, com pessoas do Brasil todo.
E o mais gratificante, foi perceber que apesar das diferenças de gêneros, sotaques, idades, lá no fundo do coração, todos nós Zizianos somos feitos de uma mesma substância. Nos emocionamos "alcançando" um sentido intrínseco nas canções, na poesia do cotidiano, nas aspirações.... enfim, somos todos da mesma gota de amor de Deus.
Obrigada por existirem na m…