Pular para o conteúdo principal

Sobre acordar...

Sabem, hoje li um email que recebi sobre inveja, que tem uma história muito interessante, contudo minha leitura desta história é um pouco diferente. 

No meu entendimento, não é sobre a inveja que a "mensagem" discorre, e sim sobre carência.

Uma carência doentia que assola todos nós humanos, e nos faz acreditar que precisamos de tudo o que não temos, de tudo o que não somos....... e ficamos atolados por estarmos distraídos do que é importante, para ter a ilusão de poder resolver o que parece urgente....

Já tem um bom tempo que percebi que não desejo tudo o que gosto.

Não posso levar o mar para a minha casa, nem guardar as montanhas, nem vestir um por do sol, nem me embrulhar com as estrelas........ , mas posso levar e trazer isso tudo dentro de mim, para todos os lugares que eu for, na forma dos insights que estes elementos me inspiram.

E assim comecei a perceber a inutilidade de querer ter certas coisas, pessoas, situações..... é meio que querer "fotografar" o fluxo da água.... que sempre se renova, e nunca se detém.

Um copo pode carregar um pouco da água do mar, mas quem o vê, não consegue ter a menor idéia do que é o mar.....

Segue a historinha que veio no email.


Conta-se que um monge eremita viajava através das aldeias, ensinando o bem.

Chegando a noite e estando nas montanhas, sentiu muito frio. Buscou um lugar para se abrigar. Um discípulo jovem ofereceu-lhe a própria caverna. Cedeu-lhe a cama pobre, onde uma pele de animal estava estendida.

O monge aceitou e repousou. No dia seguinte, quando o sol estava radiante e ele deveria prosseguir a sua peregrinação, desejou agradecer ao jovem pela hospitalidade.

Então, apontou o seu indicador para uma pequena pedra que estava próxima e ela se transformou em uma pepita de ouro.

Sem palavras, o velho procurou fazer que o rapaz entendesse que aquela era a sua doação, um agradecimento a ele. Contudo, o rapaz se manteve triste.

Então, o religioso pensou um pouco. Depois, num gesto inesperado, apontou uma enorme montanha e ela se transformou inteiramente em ouro.

O mensageiro, num gesto significativo, fez o rapaz entender que ele estava lhe dando aquela montanha de ouro em gratidão.

Porém, o jovem continuava triste. O velho não pôde se conter e perguntou:

Meu filho, afinal, o que você quer de mim? Estou lhe dando uma montanha inteira de ouro.

O rapaz apressado respondeu: Eu quero o vosso dedo

Comentários

Zilda 2009 disse…
Querida Zizi.

A respeito desta história, eu acho que você tem razão, não é sobre Invenja mas carência.Ele queria o dedo do Monge pra transformar o que ele quisesse em ouro e não o que o monge lhe oferecia, por isso ficava triste.Você disse que recebeu esta historia por e-mail.Quero que saiba que me faria muito feliz se um dia me enviasse um e-mail seu.Beijos.Zilda Avelar.
Fernanda disse…
ZiZi,
Ainda chocada pelo,o que aconteceu!

Pelo e-mail,que vc recebeu,e os teus comentários...
Fica claro,no meu ponto de vista:QUE O SUCESSO ,PERTURBA MUITA GENTE!
Deixa eles para lá.....
bj
Fernanda.
CACA disse…
ZIZINHA LUZ DO DIA BOM DIA!!!

Primeiro,diga como estás ,pois já terminei minha DOZENA,agora quero saber se precisaras da QUINZENA???????
SOBRE A INVEJA:
Penso que quando só queremos o que
não temos,ou o que vimos o outro ter e só por isso queremos,deixamos
de perceber e aproveitar o que temos e não percebemos que temos
o suficiente para viver felizzz!!!


AMIGA,TENHA UM LINDO DOMINGO,
INICIE A SEMANA COM ALEGRIA E ESPERANÇA!!!!

BEIJOS MILHARESSSSSSSSS!!!

CARMINHA
CACA disse…
LUSIANE,bom diaaaaaaaaa!!!

Tá bom ,acreditei que vai trabalhar mais,e também blogar maissssssssssssssssss!!!!

Espero que melhore da coluna!!
Aliás,quem não tem problemas de coluna?? Eu não tenho disco, como
nossa amiga TINHA,mas tenho LOMBALGIA CRÔNICA,que hora esquece
de mim, hora não me abandona.
ESTOU NA FASE DO HORA NÃO ME ABANDONA,fazer o que??? ACUMPUTURA,MASSAGEM, MEDITAÇÃO...
ESPERAR PASSAR,pois se até a ZIZI,
que eu pensava ser como a BAILARINA,da canção do EDU LOBO e do CHICO BUARQUE,CIRANDA DA BAILARINA,que não tem coceira,verruga,nem frieira, nem
falta de maneira ela não tem...
PROCURANDO BEM,TODO MUNDO TEM!!!!

MELHORAS procê,bom domingo,boa
semana!!!!

beijos CARMINHA
Ceci disse…
Estou lendo um livro no qual os autores fizeram entrvistas com pessoas que estavam em fase terminal de suas doenças, recebendo cuidados paliativos. Não pensem que é um livro triste ou deprimente. Trata-se de mensagens que são uma verdadira lição de vida.
Lendo o comentario da Zizi sobre a inveja ou carencia que as pessoas tem, remetir-me diretamente para as mensagens do livro, ou seja, da vida sob a optica de quem tem consciencia que já não não tem muito tempo de vida.
Neste livro todas as pessoas contam que passaram valorizar as coisas simples da vida, como poder repirar sem esforço, ir ao banheiro sem ajuda, poder ver o nascer do sol, poder sentir o vento no rosto, conseguir ouvir o canto dos passaros, prestar atenção nas cores do mundo, beijar alguem quem se gosta, dizer eu te amo, entre outras coisas. Essas pessoas demonstram um sentimento de gratidão por poderem ter uma morte que tenham as permetido perceber tantas delicias da vida, que não percebiam quando eram sadias e que as pessoas que tem morte repentina muitas vezes não vivenciam. O mais interessante é que todas essas coisas não custam abssolutamente nenhum centavo, muito pelo contrario, estão a disposição todos os dias e a todas as pessoas.
Infelizmente, além de não percebermos o que temos de mais precioso, ainda desejamos com toda a força e energia coisas que não temos.
Escrevi isso para compartilhar com todos uma coisa maravilhosa que estou aprendendo: o grande barato da vida é perceber todas as coisas realmente importantes quando se tem saude para desfrutar e ter a conciencia que cada segundo da nossa vida é incrivelmente único.

Um exelente domingo a todos
Bjs
betonoia disse…
Ceci

Sua mensagem foi a mais linda que já vi um fã da Zizi publicar.
Devo dizer que estou passando por esse problema que você descreveu em minha casa.
E digo mais, creio que esse momento que a ZIZI está vivendo (de convalescença) juntou algumas pessoas que talvez possam contribuir com alguma coisa, quem sabe? Seria a minha grande chance de poder senti-la mais próxima.
Por esse motivo peço que me informe o nome desse livro lindo. Só não sei como podemos fazer contato, sem prejuízo de privacidade (desculpe a ignorância virtual).

Obrigado por sua mensagem, pois me fez ganhar o dia que eu julgava perdido.

Um beijo a você Ceci, a você Zizi e a todos os Zizianos.

Beto Noia
Lusiane disse…
Pois é... tem razão... me fez lembrar de Sociedade dos Poetas Mortos... "subir em cima da mesa pra ter uma visão diferente das coisas", tu fez a mesma coisa.. conseguiu ver isso de uma maneira diferente! E tem razão!!!
Acho que somos todos carentes no fim das contas... mas a gente tem que ter sabedoria pra saber quando podemos "pegar" as coisas pra gente(se é que podemos)... ou melhor, e como tu disse, sabedoria pra entender que as coisas ficam melhores e mais bonitas nos seus lugares!!!

----------------
Carminha... nem ouso comparar aos ex-discos da nossa querida, mas que a dor [é incomoda, não posso negar... caminhar é complicado! Mas hoje já tô bem melhor e de férias oficialmente (1 semana só, mas mesmo assim é férias!!!), dá pra relaxar! Não sei.. Zi não é como a bailarina do Chico??? Afffff achei que essa excessão era só pra confirmar a regra!!! hahahah
Brincadeirinha... Zizi tem se mostrado cada vez "mais humana", se é que me entendem...
Nesse caso, melhoras à todos!!!

:*
Beijos e bom resto de domingo!
Lusiane disse…
Pois é... tem razão... me fez lembrar de Sociedade dos Poetas Mortos... "subir em cima da mesa pra ter uma visão diferente das coisas", tu fez a mesma coisa.. conseguiu ver isso de uma maneira diferente! E tem razão!!!
Acho que somos todos carentes no fim das contas... mas a gente tem que ter sabedoria pra saber quando podemos "pegar" as coisas pra gente(se é que podemos)... ou melhor, e como tu disse, sabedoria pra entender que as coisas ficam melhores e mais bonitas nos seus lugares!!!

----------------
Carminha... nem ouso comparar aos ex-discos da nossa querida, mas que a dor [é incomoda, não posso negar... caminhar é complicado! Mas hoje já tô bem melhor e de férias oficialmente (1 semana só, mas mesmo assim é férias!!!), dá pra relaxar! Não sei.. Zi não é como a bailarina do Chico??? Afffff achei que essa excessão era só pra confirmar a regra!!! hahahah
Brincadeirinha... Zizi tem se mostrado cada vez "mais humana", se é que me entendem...
Nesse caso, melhoras à todos!!!

:*
Beijos e bom resto de domingo!
Adriana disse…
Oi Zizi querida, tentei postar um comentário aí em baixo,mas deu erro,vou colocar aqui
Eu lamento muito pelo que aconteceu...Eu percebi sua alegria quando você multiplicou aquele material com a gente e senti em mim e nos outros zizianos também alegria por poder ouvi-lo.
Como você ,acredito que a pessoa que fez isso não fez por mal,ainda mais por se tratar de alguém que frequenta este espaço.Fiquei pensando:o blog é tão rico em textos, imagens e canções...a gente pode entrar aqui mil vezes por dia se a gente quiser,então pra que querer tirar qualquer material daqui?
Foi um bom alerta pra todos nós!
Vamos em frente,você no empenho de lançar essa maravilha e nós torcendo sempre!

Muitos beijos!
Adrianita
Manoel Vila Nova disse…
Zi,

Por mais que pareca dificil neste momento, tente perdoar essa pessoa que fez isso com vc.
O que ela fez foi algo muito errado (nao se justifica de forma alguma), e foi consequencia de uma coisa vc "matou a charada" na hora: a carencia. Acredito que a intencao nao era a de prejudicar o seu trabalho, mas sim ter algo em maos de forma "exclusiva", diferenciada, e alimentar a necessidade de pessoas carentes como essa de serem o centro das atencoes, se sentirem as mais queridas e as mais desejadas por possuirem algo que ninguem mais tem.

Foi um erro grave, minha Zi, nao resta a menor duvida. Entretanto, o gesto mais misericordioso que vc poderia fazer por ele nesse momento seria tentar perdoa-lo, pois isso iria aliviar o peso que vc esta sentindo no seu coracao agora e iria fazer da vida dessa pessoa um pouco menos dificil do que ja e.

Zi, vc e grande, seu talento e obra estao muito acima de qualquer atitude dessa natureza. E sua magnitude como ser humano, essa entao, nem se fala.

Fique com Deus, continuamos aqui para lhe dar o suporte que vc precisar. Estamos anciosos aguardando a finalizacao do projeto Cantos e Contos.

Um grande beijo cheio de carinho,

Manoel.
CACA disse…
OLÁ MANOEL,TUDO BEM?????
BOM 2009 PRA VOCÊ!!!
Lendo o seu comentário sobre o
ocorrido com o player,você falou
de perdoar , exatamente esta semana recebi um MANTRA DO PERDÃO,
que ,devemos dizer algumas vezes
ao dia ,pois com isso seremos beneficiados espiritualmente,quem perdoa e quem precisa ser perdoado.
Esse ocorrido me fez repensar a
minha atitude de julgar,nem tenho
esse direito,pois qualquer pessoa
corre o risco de ter atitudes impensadas,inconsequentes.
Quando algo assim acontece,a própria pessoa ,quando cai em si,
fica muito mal.
Fica a lição de sermos mais
atentos aos nossos atos ,medindo antes as suas consequencias!!!

SEGUE O MANTRA:

A limpeza da nossa mente,

A purificação dos sentimentos

está no PERDÃO!!!

Manoel um abraço!!!

CARMINHA
que linda a mensagem
me fez pensar em um monte de coisas, que passamos despercebidos durante os dias da nossa vida.
ta melhor?
beijos

Postagens mais visitadas deste blog

Existe uma música cuja letra diz   “recordar é viver”
Pois bem, eu digo o contrário. Viver, de verdade, é recordar…..
Daquilo que, intimamente, já sabíamos - mas não lembrávamos que sabíamos… Recordar através de uma palavra solta no ar, um gesto, uma intenção, um deja-vù… qualquer coisa se presta a ser um sinal que suga dos infinitos do inconsciente a lembrança vaga de fatos, mas muito sólida em conteúdo e sentido.
Lembrar disso tudo trás sentido ao viver, ao sofrer que faz parte, àquilo que temos de aceitar porque a impotência bate de frente….
O caminho dessas lembranças, pelo menos o único que conheço, está bem perto - ou melhor : bem dentro de nós. Há que se ter coragem = core ( coração + agir ). Há que enfrentar nossos próprios demônios e dragões, que guardam as portas de entrada da memória… Parece simples, mas não é. Um pequeno e único gesto, por menor que seja, nessa direção, acredite: é Hercúleo.
Bem vindo à complexidade - inevitável como o destino - que nos compõe, e parece cobrar sua aut…

Pensou que eu tinha esquecido de você Eli?????

Mas não esqueci não!!!!!
Parabéns atrasados querida, mas limpinhos e cheios de carinho!!!
Desculpe não ter postado ontem!
Fui abduzida pela minha filha que me levou a um cinema incrível, a gente quase deita nele! E os garçons servem o que a gente já pediu.
Assistimos Almodovar com um pacote imenso de pipocas e prosseco rosê.
E eu ficava pensando: será que vai dar tempo de postar o parabéns da Eli?????
Não deu, mas então aqui vai:

PARABÉNS ELI!!!!
Muita saúde, paz, realizações, amor, felicidades e que seus desejos mais lindos sejam realizados!
Receba um beijo meu enooooooooooorme, e deste blog inteirinho que te ama!

Ah, a Carminha fez um cartão lindo prá você, só que veio em pdf. extensão que o blogger não aceita para uploads.

Então saiba que o carinho de todos por aqui é muito maior do que o que você imagina!
Beijos mil

Mistério revelado

Que bacana vocês terem aprovado o verde de fundo do blog.
É em homenagem à nossa escolha por maioria, ao partido verde, que na verdade com ou sem partido, é a cor de fundo das escolhas dos nossos corações, não é mesmo?

Um blog que reúne pessoas que amam animais, vegetais e minerais, música, arte e verdade, é no mínimo ecológico e ético, certo people?

Então, vou contar para vocês sobre o mistéééério que me levou ao planalto central.

Uma amiga comentou há algumas semanas, que um grupo de amigos estava com vontade de ir à Abadiânia - cidade do interior do estado de Goiás, para ser vista pelo médium João de Deus, a quem é atribuído grande poder de cura das mais diversas doenças.

Vi na minha agenda que naquele final de semana eu estaria com tempo livre, e resolvi me juntar ao grupo, uma vez que nos últimos anos tenho me sentido um "mostruário" de males que a medicina tem pouco ou nenhum jeito eficiente de tratar. Alguns não têm nem diagnóstico..... já passei por tantos hospitais, médi…