Pular para o conteúdo principal
Olá pessoal!

Não tenho escrito pelas razões que vocês supõe, e mais algumas outras.

Ontem eu tinha uma apresentação para cumprir, e estava muito tensa sem saber se iria conseguir cantar, com que fôlego, se iar tossir no meio de uma emissão de ar, se iria chorar copiosamente..... estava realmente tensa com tantas possibilidades difíceis.

Graças à Deus, deu certo.
Chorei tanto na passagem de som, que pude fazer a apresentação mais "à seco".
A tosse deu uma trégua importante, e a música me abençoou.
Foi lindo, e muito importante.

Hoje cedo, depois de um longo tempo de ausência, fui ver meu pai no hospital.
Infelizmente não há mais nada que se possa fazer. É o momento dele.
Doeu muito ter tido de ficar todo este período sem poder estar ao lado dele, acompanhando de perto.
É muito triste tudo isso.
Muito.

Daí, que não tenho tido mesmo energia para escrever.
Até porque o tempo não para, e nesse meio tempo minha saúde mostra sinais de melhora por um lado e preocupações novas por outro.
O escritório que se mudou para minha casa, teve de esperar por uma arrumação mais efetiva, e terá de continuar esperando mais um pouco....

Os DVDs têm sido tocados pelo Deco, que está em compasso de espera, pois enquanto a gravadora não se acertar financeirmante com os profissionais de edição, o material estará preso, à espera da carta de auforria $$$.

Cansei de certas batalhas, que só minguam a minha energia, e parecem se repetir indefinidamente, só para aperrear.
Hoje entendo um pouco melhor a idéia que morrer é uma coisa muito mais difícil do que eu imagnei, se é que um dia imaginei....

Quando saí do hospital, a moça do estacionamento reclamou da expressão no meu rosto, e comentou alguma coisa do tipo:
"nossa, que caaaaraaaa!!! você não está nada booooooa, não é mesmo????? porque você não se anima um pouco??"
Pensei por um minuto, que ela deveria achar que aquele estacionamento era na Daslú, ou em algum shopping..... lógico que não respondi nada.

Fui para o shopping suspender a minha conta do iPhone/Vivo, porque ele continua aifônico e agora por vontade própria, sai ligando sozinho para quem quer que escolha, à revelia.
Well, resolvi almoçar por lá, e fui ao Rascal.
O garçon/recepcionista disse:
"- Nooooosssa!!!! Vamos colocar essa carinha prá cima!!! Sorria, você vai almoçar no Rascal!!"
Olhei profundamente nos olhos dele, e quase perguntei se além de pagar a conta era necessário estar plugada numa energia "prozacquiana" para ser admitida no recinto.
Achei completamente desnecessária qualquer réplica minha, e fui procurar meu lugar.

Na boa, nos últimos tempos - uns 2 anos, fiquei tão ocupada com minha saúde, que me dei conta do quanto me recolhi do mundo.
E me dou conta que o mundo me espanta e assusta.
A sociedade é tão obcecada por super heróis, e teme tanto a própria fragilidade, que tornou tudo fake demais para o meu gosto.
Fiquei aterrorizada de ver como esse pessoal se assusta com expressões silenciosas.

Tudo bem, sei que minhas sensibilidade e emotividade estão especialmente `a flor da pele, mas na boa, é muito cansativa essa "restrição à integridade" que o coletivo está impondo no nosso dia-a-dia, de forma constante e cumulativa.

Crianças, estou chatinha - quieta por dentro e por fora. Triste, mas inteira.
Não tenho medo da tristeza. Tenho medo é da ausência de contato com ela - coisa que se Deus me permitir, pretendo nunca perder. Eu me perderia de mim mesma, e não pode existir maior solidão do que essa. Eu não suportaria.

Portanto, os estacionamentos, restaurantes e outros lugares públicos que reclamem - não vou abrir mão de nenhum milíletro da minha integridade, ainda que a carinha dela não seja feliz, garanto, é limpinha!

Todo o meu carinho, amor e gratidão EM vocês!

Comentários

larissalima disse…
Enquanto você compartilha com o mundo a dor e delícia de ser HUMANO, eu fico daqui ouvindo suas canções e me permitindo aproveitar a tranquilidade que ouvi-la nos dá. Que essa sensação também faça parte do teu cotidiano e te permita encarar as dificuldades da vida da melhor maneira. De fato, não estamos preparados para a maior certeza de nossa existência. Luz, força e serenidade pra você.
Zizi amore,
sei que só quem passa por isso sabe como é dificil.
Te desejo muita força nesse momento,precisando de um ombro amigo já sabe com quem contar,nós Zizianos temos sempre muito carinho e amor.
Apesar da ausência as vezes,sempre estou pensando em você.
Zizizinha,TE AMO MUITOOOO ♥ !!! Força pra familia toda,fique com deus.
*´¨)
¸.·´¸.·*´¨) ¸.·*¨)
(¸.·´ (¸.·` ** Beijossss!! *
Eh Zizi, mesmo que todo esse momento mereça muita luz, atenção e sabedoria. Fico deslumbrado com sua força!
A mulher que vai a luta, ao trabalho, cuida dos seus e mesmo chorando,não amolece!
Muita Calma, a saúde já ta boa e tudo vai correr seu caminho...
Este é o sentido da nossa FÉ!
Melhoras...
Um bj na alma...
caca disse…
Zizizinha querida!!!

Há momentos na nossa vida que só
a gente tem a medida certa do que
que queremos, podemos ou conseguimos.O que transparece aos outros, as cobranças que nos fazem
não tem a menor importância!!
Seja você mesma,sempre!! Sinta
o que tiver e precisar sentir,fique
em silêncio,reserve suas energias
para você .
Amiga,sabes que precisando estamos aqui,mesmo sabendo que só podemos ajuda-lá rezando,e te ouvindo no que sentir necessidade de dizer!!

Que DEUS esteja ao seu lado ,te dando forças, te cuidando e iluminando o seu coração!!

Fique com a paz de DEUS, em oração, em meditação!!


"ORAÇÃO É QUANDO VOCÊ FALA COM
DEUS.
MEDITAÇÃO É QUANDO VOCÊ ESCUTA DEUS".

BEIJOS NO CORAÇÃO E TODO O MEU CARINHO!!

CARMINHA.
laura disse…
Zizilinda,

Certa vez li um livro (desculpe, não sou boa com nomes) vemos que o autor compara o homem à Esfinge. Por seus 4 animais (boi, leão, águia e serpente) e seu rosto humano, dela podemos tirar certas conclusões a respeito do que o indivíduo pode se formar. A Esfinge possuía os segredos das ambições dos seres humanos, e para que eles soubessem tais segredos, tinham que desvendar um enigma. Antes de falar isso pra eles, ela dizia “Decifra-me ou devoro-te!”. Pois bem, o autor do livro mais ou menos quer falar que o homem pode ser decifrado não só por sua gramática ou por sua fala, mas sim pelo que o seu corpo mostra em determinada situação.
Acabei de assistir um filme antigo, Inteligência Artificial, mas que casa direitinho com o que quero dizer. No filme, a gente vê uma humanidade bastante “evoluída” em tecnologia. criam um robô que terá capacidades de emitir emoções, igual ao um humano. Que vai amar, que vai sofrer, que vai saber o seu lugar na sociedade que vive. Uma sociedade que o criou, mas que o molda, que faz com que ele sabia que “só até aqui você pode vir”! E é isso que acontece com os humanos, também. A carência afetiva faz buscar outros artifícios para combatê-la, como o de criar um robô para amar, pois se tem medo de estabelecer vínculos com outras pessoas por frustrações passadas.
O robô, Meca, tenta ser aceito, fala, fala, mas só retrucam: "Onde se desliga isso?" No ser humano não existe botão de On ou Off, mas existem as castrações, não é? Freud que o diga. Somos constantemente modificados para sermos o que o meio quer e, quando falamos não prestam atenção. Nem a gente mesmo presta, pois ligamos o automático e aceitamos aquilo tudo! Mas o nosso corpo não, ele reage a diversos estímulos, inconscientes ou não. Somos tachados de fortes, de inteligentes, disso ou daquilo. Se estudamos, somos o exemplo do futuro. Se namoramos um carinha certo, que, aos olhos dos outros e suas cobranças atende as expectativas sendo assim ou assado,aí teremos um lugar ao sol, pois não teremos um casamento falido. Ou, ainda, se casamos e não temos filhos, somos tachados de infelizes! A sociedade molda aquilo que devemos ser, por isso a crítica do filme é tão pesada, baseada até naquele conto de Pinóquio, um menino que sonha em ser DE VERDADE para ser amado!
Que verdade é essa? A de ter pele branca, olho azul, boquinha vermelha e sorriso de ator global? Ou a de mostrar que queremos é seguir em frente nesse querer, buscando nossa felicidade e respeitando as dos outros?
Eu acho que nos prendemos demais ao que podemos ser. Vivemos menos o que gostaríamos, damos pouca importância se vamos ou não corresponder ao amor de alguém.

Seja aquilo que quer, ame o que quer, permita-se sorrir ou chorar se quiser. Seja você! Você! E só!

Laura.
Cris Zampiere disse…
Zizi, podia te escrever varias coisas, mas isso é facil, o dificil é o sentir, queria poder te dar colo, te abracar, chorar junto com voce, o que me consola é que tenho certeza que Deus esta do seu ladinho e ai ficará te dando forças para passar por momentos tão complicados, mas que vão passar pode ter certeza.Sobre nossa sociedade, ela é mesmo assim, so reconhece o que interessa, por isso temos que viver em tribo, ao lado de pessoas que sejam humanas e vivam de alegrias e tristezas,heroina é quem luta pela vida e com a vida e voce faz isso e vai vencer os obstaculos com certeza.Estarei ligada por pensamnetos em voc~e, fica aqui todo meu amor, carinho e admiração.Força Zizi e acredite você é muito especial para Deus e para mim.
Beijos...
Cris
maabiaferry disse…
Oi qrida Zizi!Lendo o teu texto agora, me recordei d momentos muito qrido c/ o meu avô! Sempre fui acostuma a ver o meu avô c/ saúde, sorrindo, cuidando da minha avó (51 anos de casados), contando piadas... contava o dia p/ as férias chegarem e reve-lo. Um certo dia recebomos um telefonema informando q meu avó tinha sofrido um derrame... Meu mundo parou ali naquela frase. "O seu avó sofreu um derrame!" O meu avó perdeu a fala mais sempre tinha um sorriso no rosto e um brilho nos olhos. Sempre nos finzinhos da tarde ouviamos um radio antigo de pilha (q hj eu tenho)e ouviamos músicas vendo por do sol na fazenda... Depois disso, 8 meses se passaram e meu avô teve outro derrame logo após o Natal! Ver o meu avô enfermo numa cama, sem falar, sem andar e até sem me reconhecer foi a pior coisa da minha vida! Todos foram para à fazenda. Um dia antes do falecimento do meu avó decidir ir embora pq não aguentaria presenciar a morte do meu avô tão de perto! Ao entrar no quarto o meu avó me reconheceu e com muita dificuldade pronunciou meu nome. Descidi q realmente aquela era a hora de ir e com a ultima recordação boa do meu avô! Ele se foi, mais sei q ela nunca deixou de olhar por mim e por sua familia! É uma dor inexplicável q só o tempo é capaz de curar e não há palavra alguma q nos reconforte neste momento a não ser o silêncio e o direito da dor! Lágrimas virão, tristezas, dor... Mais um dia essa dor vai deixar de ser dor de tristeza e virar dor de saudade! Um grande bjo pra vc!
Dani Mota disse…
Amada e querida Zizi,
sei o quanto é difícil esse momento.Difícil também encontar o que te dizer agora,por mais carinho e atenção que receba, nada eliminará a dor.

Como eu queria que fosse possível arrancar do teu coração,ao menos, metade da sua dor, e te ajudar a carregar todo o peso!Não hesitaria em fazer isso,mesmo.

Continue transparente na sua fragilidade,fraqueza,alegria,tristeza,força,no momento que é seu e de mais ninguém.

Que Deus abençoe e conforte o teu coração e de todos os seus familiares.

Estou sempre com você no coração e na mente!

Um abraço muito apertado e um beijo dentro do coração!

Dani Mota
maabiaferry disse…
Fique com Deus Zizi! Amo muito vc a Luiza e admiro muito tua família!

Maabai ferry
betonoia disse…
Zizi Querida:

Você tem todo direito de desabafar conosco. Estamos aqui não somente para tirar mas também para dar.
Principalmente para alguém que há trinta e tantos anos vem nos dando alimento ao espírito através de sua música. E isso é concreto, não é abstrato não.
Temos a obrigação da ampará-la sempre, pois nos cabe retribuir tudo que você nos dá não só através da música, mas do seu jeito de ser que curtimos.
As vezes acontecem na rua coisas muito estranhas comigo também. Confesso que me sinto um E.T. pela maneira como a "sociedade perversa" me recebe e fico chateado com energias ruins que capto e que sou obrigado a trazer prá desabafar em casa ou ruminar até me livrar de vez desse lixo.
Só queria dizer que você tem todo nosso apoio. Que não é obrigada a estar bem, principalmente pela situação do seu Alberto, por esse seu momento que sei, todos nós aqui respeitamos e te oferecemos nossa compreensão, nosso colo sempre reiterando que te queremos inteira, pois precisamos de você como cantora mesmo, da sua voz, do seu sentimento para nos acompanhar e ajudar a seguirmos nossa jornada nessa terra.
Conte sempre conosco!!!

Beijos. BETO NOIA

verificação de palavras: magou (magoou- rs).
Marcus Kemps disse…
Não poderia deixar de postar pelo tamanho do amor que sinto por você. Minha Zizi... Quero dizer que sinto orgulho da sua humanidade e clareza diante do grande espetáculo de sabores e dissabores que é viver, você e somente você pode saber cada sentimento que preenche seu coração e aflige sua alma, e mesmo que seja desnecessária a compreensão pelos outros de algo que é intimamente seu, nós que temos SENSIBILIDADE ainda estranhamos a falta dela em grande parcela da sociedade (infelizmente essa é a realidade). Talvez nesses momentos fica mais fácil a reserva consigo mesmo, mas dia após dia tenho a certeza de que precisamos mesmo monstrar ao mundo o que é SER HUMANO, com todas as fragilidades, tristezas, superações e alegrias... Torço sempre por você, eternamente... força, serenidade e muita paz.
Que Deus dê a você tudo que for necessário para sua integridade, mas que seja tudo suportável e na medida certa.

Amo você!
Fernanda disse…
Zizi,
Não sei dizer nada em momentos assim...sinto! e do meu jeito,
só gostaria de te dar um abraço.
No meu silêncio cabe:afeto,respeito
ao momento.
nós zizianos ,estamos aqui,a qualquer momento.
acordei,de madrugada liquei o pc,
passei no blog...tentei ver um filme e percebi que não iria conseguir dormir,sem antes escrever.Que DEUS ESTEJA CONTIGO E
COM A TUA FAMÍLIA.
paticabral disse…
seja sempre honesta com vc mesma e com seus sentimentos bonitinha, isso sim é o que importa!!!bjbjbjbj e força
Cláudio Passos disse…
Oi grandiosa Zizi, tenho lido todos os seus posts e acompanhado esses momentos difíceis e só que passa sabe. Recentemente passei 2 anos acompanhando e vendo minha mãe ir embora, 58 anos, valente, doce, inteligente, simples, elegante e acima de tudo uma mulher guerreira. Assim vejo você. Te acompanho há anos e anos.....shows, entrevistas, momentos não tão felizes, momentos de total extasê.....assim a é vida de todos nós, uma hora alegria absoluta e outra com momentos de incertezas. Mais eu como todos aqui estamos torcendo pela sua saúde. Tenha e acredite que Deus te reserva momentos de muita alegria, sabe porque? Porque você é simplismente merece!! Um beijo muito carinhoso e até +
Marcel disse…
O ser humano hoje consegue ser muito extrovertido e ao mesmo tempo tão prestativo.

Zi, esses Zizianos aqui presente abrem seu braços pra você, o que você está sentindo é impossível um de nós explicar, porque as dores de cada um, apenas esse alguém responde. Imagino que esteja em um momento não muito bom, mas força!
Você é um exemplo de perseverança que levo comigo, tenho orgulho disso e você sabe bem o quanto é querida.
Chore quando quiser, grite se quiser, cante, desabafe se precisar, tudo para sua paz interior entrar em equilíbrio.
Nem tenho muito o que falar, pois o que realmente gostariamos era estar do seu lado para te consolar e extrair alguns sorrisos, apenas isso.
O blog está triste porque você está triste, então encheremos você de alegrias!

Um Beijo Enorme, Você é muito querida viu?? Nunca se esqueça!

Até Jazz!
Marcel.
Adrianita disse…
Oi doçura, é muito dificil trabalhar quando a gente quer chorar e chorar.Ainda bem a música exige de você, mas te acolhe ao mesmo tempo.A sua apresentação deve ter sido muito especial.

Dear só posso te dizer que nós gostamos de você do jeito que você estiver...quieta...chatinha porque sentimos sua inteireza.
Aqui no condomínio nínguem precisa sorrir sem sentir vontade.Que bom.

Dear estou com você,segurando sua mão.
Fique com Deus e com nosso imenso carinho.
Adrianita
Katy disse…
Às vezes dá uma vontade louca de desistir de tudo, de jogar tudo pra cima e sumir. Talvez pela sensibilidade à flor da pele achamos que, nessas horas, as pessoas ficam ainda mais insuportáveis, e só incomodam...

Não se entregue mesmo, ZZ. Não se despedace.

Como a Cris (por sinal, Cris, não consegui ainda te adicionar no msn!), tb só tenho vontade de te dar colo! Não sei falar nada melhor nessas horas, mas acho que um abraço gostoso, um beijo de quem se adora ajuda muito!!

Sinta-se acarinhada!!

Beijos,
Katy
Adrianita disse…
Queridos zizianos, não posso deixar de falar que fico encantada com as paavras de vocês,quanta doçura e carinho encontramos aqui.Eu leio o que cada um escreve e sinto a sinceridade em cada palavra.
Tenho orgulho de participar deste condominio.Admiro vocês.

Um beijo grande

Adrianita!
Angélica disse…
Deus Sabe

Há momentos muito difíceis, que parecem insuperáveis, enriquecidos de problemas e dores que se prolongam, intermináveis, ignorados pelos mais próximos afetos, mas que Deus sabe.

Muitas vezes te sentirás à borda de precipícios profundos, em desespero, e por todos abandonado. No entanto, não te encontrarás a sós, porque, no teu suplício, Deus sabe o que te acontece.

Injustiçado, e sob o estigma de calúnias destruidoras, quando, experimentando incomum angústia, estás a ponto de desertar da luta, confia mais um pouco, e espera, porque Deus sabe a razão do que te ocorre.

Vitimado por cruel surpresa do destino, que te impossibilita levar adiante os planos bem formulados, não te rebeles, entregando-te à desesperação, porque Deus sabe que assim é melhor para ti.

Crucificado nas traves ocultas de enfermidade pertinaz, cuja causa ninguém detecta, a fim de minimizar-lhe as conseqüências, ora e aguarda ainda um pouco, porque Deus sabe que ela vem para tua felicidade.

Deus sabe tudo!

Basta que te deixes conduzir por Ele, e sintonizado com a Sua misericórdia e sabedoria, busca realizar o melhor, assinalando o teu caminho com as pegadas de luz, características de quem se entregou a Deus e em Deus progride.

Divaldo Franco
Angélica disse…
Deus Sabe

Há momentos muito difíceis, que parecem insuperáveis, enriquecidos de problemas e dores que se prolongam, intermináveis, ignorados pelos mais próximos afetos, mas que Deus sabe.

Muitas vezes te sentirás à borda de precipícios profundos, em desespero, e por todos abandonado. No entanto, não te encontrarás a sós, porque, no teu suplício, Deus sabe o que te acontece.

Injustiçado, e sob o estigma de calúnias destruidoras, quando, experimentando incomum angústia, estás a ponto de desertar da luta, confia mais um pouco, e espera, porque Deus sabe a razão do que te ocorre.

Vitimado por cruel surpresa do destino, que te impossibilita levar adiante os planos bem formulados, não te rebeles, entregando-te à desesperação, porque Deus sabe que assim é melhor para ti.

Crucificado nas traves ocultas de enfermidade pertinaz, cuja causa ninguém detecta, a fim de minimizar-lhe as conseqüências, ora e aguarda ainda um pouco, porque Deus sabe que ela vem para tua felicidade.

Deus sabe tudo!

Basta que te deixes conduzir por Ele, e sintonizado com a Sua misericórdia e sabedoria, busca realizar o melhor, assinalando o teu caminho com as pegadas de luz, características de quem se entregou a Deus e em Deus progride.

Divaldo Franco
celso disse…
Tento aqui em alguma linhas te passar algum animo refletindo sobre tudo que escreve e passa no momento.
Vejo que a vida/morte sao coisas mesmo dificeis e que só aprendemos com elas...seja a nossa ou de alguem querido.
É muito difícil ajudar, e nesse caso , acho que OUVIR eh o melhor remédio. Cada sabe o quanto determindado momento nosso eh dificil... Não há conselhos, mas há vibraçoes de desejos de melhoras. Eu e todos seus fans admiramos vc, sua luz, seu talento e tudo que sua musica ja fez por nos!
Respeito seu momento! Fique bem!
M@rquinhos Vit@l disse…
Chega de tentar dissimular
E disfarçar e esconder
O que não dá mais pra ocultar
Não dá mais pra segurar
Explode coração...
ed disse…
Cara zizi,
perdi nos últimos 2 anos as pessoas mais importantes de minha vida e pude ver de perto toda a falta de sensibilidade das pessoas.Acho que o mundo está tão cheio de coisas ruins que quando temos uma tregua, não queremos nada que nos lembre esses momentos.Parabenizo a sua educação e eu não esperava o contrário, em não responder esses comentários, mas a vida acaba ensinando que tem vezes que responder esse tipo de desaforo nos dá um rápido momento de redenção.A sociedade hoje vive com máscaras e se a gente esquece a nossa, é um Deus nos acuda.Curta esse seu momento não como algo tremendamente negativo, e sim um momento em que seu pai ainda está na sua companhia e precisando de bons fruidos.E deixa os outros usarem suas máscaras. quando chegam em casa, elas caem... abraços .
Ed
Toni de Menezes disse…
Por volta dos 9 aos 13 anos de idade eu alimentava uma mania: subir em árvores. Fazia isso geralmente quando estava insatisfeito com alguma coisa, triste por alguma razão ou simplesmente com aquele vazio no peito. Essas coisas, isoladas ou combinadas, provocavam em mim uma imensa vontade de chorar, porém como eu já estava ficando homenzinho, sufocado, fugia para aquela espécie de paraíso, onde tudo era permitido: chorar, gritar, xingar...enfim, ser, nem que fosse por míseros minutos, eu mesmo. As vezes descia da árvore de cara inchada, mas tão aliviado...
Hoje, aos 42, continuo sentindo tristezas, insatisfações e, principalmente, um vazio inquietante, no entanto, fui obrigado a 'descer das árvores', pois já sou um adulto e ser adulto implica outros refúgios, inclusive,não raras as vezes, deixar de SER humano.
Zizi, nessas horas adversas, não sei qual 'refúgio' prefere, esse é mesmo um momento seu. Mas se olhar ao lado, verá inúmeras 'árvores'todas prontas a lhe estender um 'ramo'.
Toda a minha admiração pelo SER humano que é. Xerus mil!!!
M@rquinhos Vit@l disse…
ZIZI,

Que a luz e a anergia do sol e da lua possam lhe recarregar o corpo e a alma, lhe fortalecendo desde os ossos até a raiz dos cabelos...

Como disse antes "os deuses devem estar loucos", de férias, distraidos, porisso têm te "faltado" aqui ou ali, porém se diz também que Deus tarda màs nao falha, se desespere, se entristeça nao, tudo vai ficar bem de novo...
Manoel Vila Nova disse…
Amada Zi,

Sei o quanto é difícil um momento como esse, e entendemos o que está sentindo. Deixe suas emoções saírem da forma como ela quiser se expressar, pois isso alivia o peso do coração. Tome o seu tempo, não permita que outras invadam de forma invasiva esse seu momento de vida.

Fique perto do seu pai o quanto as condições permitirem, diga a ele o quanto o ama e o amará, sempre, o quanto ele representa pra você, o quanto ele é o responsável pela pessoa que você é hoje. A vida cumpre seu ciclo e, como você tão sabiamente falou no nosso encontro, um dia todos nós iremos fazer a "passagem". E nesse momento, não deveríamos sentir medo, pois a nossa vida estará apenas se "transportando" para outro patamar, um lugar tão melhor de se viver, onde seremos luz e poderemos ajudar muito mais aos que ficam para cumprir seu estágio por aqui.

Estamos com você, sempre. Como disse a Adrianita, ela está segurando na sua mão, e eu estou segurando na outra (também tem meu ombro caso você queira recostar um pouquinho, ok?).

Beijo.

Manoel.
Vladimir disse…
Olá Zizi

Só passei para reafirmar e me incluir sim nos comentários em que fui incluído!! Assino embaixo em tudo o que os nossos Zizianos queridos lhe disseram!!

Neste seu momento tão pessoal, me sensibilizo e deixo o meu forte abraço (mesmo virtual) mas verdadeiro, desejando que a sua dor não seja maior que a sua força em superá-la.

Prá você:

"... é sobre-humano amar, sentir, doer, gozar, ser feliz
Vê que sou eu quem te diz, não fique triste assim...
é soberano e está em ti querer até, muito mais...
a vida leva e traz, a vida faz e refaz, será que quer achar, sua expressão mais simples?"


Fique com Deus e com meu abraço!
Flor disse…
Zizi, li de cima pra baixo seus posts... ontem aconteceu comigo o mesmo que contigo nestes ultimos dias.
Perdi uma pessoao muito querida, um aluno meu, de 18 anos, foi nadar e morreu afogado. Eu não conseguia atinar que fosse de verdade que uma pessoa tao proxima pudesse morrer assim, pra mim, de bobeira.
Fiquei triste, chorei ao receber a noticia, e todo mundo me olha como se pensassem: nossa pra que esta cara? Morreu, pronto é a vida.
Pra mim, foi a morte. A morte batendo aqui pertinho de mim, e agora vendo,aqui, pertinho de voce tambem. A dor nao se compara, seu pai, logicamente muito mais proximo de voce do que meu aluno de mim, mas um aluno amigo, e seu irmao tambem, que perderam a mae, mais ou menos nesta epoca, no ano passado...
As pessoas me dizem que hoje em dia os adolescentes morrem mesmo, etc, etc, se arriscam mais e coisa e tal.
Quero tambem como voce poder demonstar minha dor, meu sofrer e se nao estou alegre nem sorridente, é porque estou sofrendo.
Asim como voce.
Um abraço,
Adriana Roos

Postagens mais visitadas deste blog

Existe uma música cuja letra diz   “recordar é viver”
Pois bem, eu digo o contrário. Viver, de verdade, é recordar…..
Daquilo que, intimamente, já sabíamos - mas não lembrávamos que sabíamos… Recordar através de uma palavra solta no ar, um gesto, uma intenção, um deja-vù… qualquer coisa se presta a ser um sinal que suga dos infinitos do inconsciente a lembrança vaga de fatos, mas muito sólida em conteúdo e sentido.
Lembrar disso tudo trás sentido ao viver, ao sofrer que faz parte, àquilo que temos de aceitar porque a impotência bate de frente….
O caminho dessas lembranças, pelo menos o único que conheço, está bem perto - ou melhor : bem dentro de nós. Há que se ter coragem = core ( coração + agir ). Há que enfrentar nossos próprios demônios e dragões, que guardam as portas de entrada da memória… Parece simples, mas não é. Um pequeno e único gesto, por menor que seja, nessa direção, acredite: é Hercúleo.
Bem vindo à complexidade - inevitável como o destino - que nos compõe, e parece cobrar sua aut…

Pensou que eu tinha esquecido de você Eli?????

Mas não esqueci não!!!!!
Parabéns atrasados querida, mas limpinhos e cheios de carinho!!!
Desculpe não ter postado ontem!
Fui abduzida pela minha filha que me levou a um cinema incrível, a gente quase deita nele! E os garçons servem o que a gente já pediu.
Assistimos Almodovar com um pacote imenso de pipocas e prosseco rosê.
E eu ficava pensando: será que vai dar tempo de postar o parabéns da Eli?????
Não deu, mas então aqui vai:

PARABÉNS ELI!!!!
Muita saúde, paz, realizações, amor, felicidades e que seus desejos mais lindos sejam realizados!
Receba um beijo meu enooooooooooorme, e deste blog inteirinho que te ama!

Ah, a Carminha fez um cartão lindo prá você, só que veio em pdf. extensão que o blogger não aceita para uploads.

Então saiba que o carinho de todos por aqui é muito maior do que o que você imagina!
Beijos mil

Mistério revelado

Que bacana vocês terem aprovado o verde de fundo do blog.
É em homenagem à nossa escolha por maioria, ao partido verde, que na verdade com ou sem partido, é a cor de fundo das escolhas dos nossos corações, não é mesmo?

Um blog que reúne pessoas que amam animais, vegetais e minerais, música, arte e verdade, é no mínimo ecológico e ético, certo people?

Então, vou contar para vocês sobre o mistéééério que me levou ao planalto central.

Uma amiga comentou há algumas semanas, que um grupo de amigos estava com vontade de ir à Abadiânia - cidade do interior do estado de Goiás, para ser vista pelo médium João de Deus, a quem é atribuído grande poder de cura das mais diversas doenças.

Vi na minha agenda que naquele final de semana eu estaria com tempo livre, e resolvi me juntar ao grupo, uma vez que nos últimos anos tenho me sentido um "mostruário" de males que a medicina tem pouco ou nenhum jeito eficiente de tratar. Alguns não têm nem diagnóstico..... já passei por tantos hospitais, médi…