Pular para o conteúdo principal

Compota de Damasco c/ Ameixa


Esta compota me deixou doidinha pelo João Curvo e pelo Evaldo, ainda nos anos 80!!!
Confiram!

Compota de Damasco c/ Ameixa

250g de Damasco seco
250g de Ameixa sem caroço
Pitadinha de sal
Água

Procedimento:
Deixar de molho o damasco e a ameixa.
Levar para cozinhar com a água cobrindo mais 2 dedos, acrescente o sal no início. O ponto é quando o damasco incha e a calda brilha.
Quanto mais tempo no fogo e mais baixo o fogo mais doce ficará.

Comentários

Daniel disse…
Cara Zizi,
Adoramos seu trabalho, porém lamentamos muito que de um tempo para cá você tenha se afastado de maneira tão brusca. Seu último trabalho foi a série de shows no TOM JAZZ, dois anos atrás, com infressos absurdos, que até hoje não resultou nem em CD e nem em DVD. Seria bom se você tivesse um sentimento de gratidão a Deus pelo talento que ele lhe deu e continuasse cantando, fazendo shows, gravando discos, participando de projetos. Há tantos espaços que querem você (no SESC por exemplo, as pessoas te adoram, mas comentam que você sempre os esnobam). Monte um trio, um duo de músicos, qualquer coisa, e bota o pé na estrada, vai cantar, seu público te quer e você ainda pode. Não deixe para fazer isso daqui 20 anos... Queremos você de volta, não páre. Trabalhando, você conseguirá amenizar seu problemas. Por hora, botar receita de doce no seu blog não vai resolver nada, nem pra você, nem pras pessoas que gostam de vc. Força !
Zizi disse…
Evaldo querido,
Fiz a compota!
Só que a sua, é infiniiiiitamente mais gostosa!
Essa simplicidade na receita faz toda a sofisticação do sabor, aparência e cheiro acontecer, lógico que para quem tem "mão" para isso, e esse alguém é você!!!
Continuo sonhando com a sua!!
Bjks
ZZ

Postagens mais visitadas deste blog

Existe uma música cuja letra diz   “recordar é viver”
Pois bem, eu digo o contrário. Viver, de verdade, é recordar…..
Daquilo que, intimamente, já sabíamos - mas não lembrávamos que sabíamos… Recordar através de uma palavra solta no ar, um gesto, uma intenção, um deja-vù… qualquer coisa se presta a ser um sinal que suga dos infinitos do inconsciente a lembrança vaga de fatos, mas muito sólida em conteúdo e sentido.
Lembrar disso tudo trás sentido ao viver, ao sofrer que faz parte, àquilo que temos de aceitar porque a impotência bate de frente….
O caminho dessas lembranças, pelo menos o único que conheço, está bem perto - ou melhor : bem dentro de nós. Há que se ter coragem = core ( coração + agir ). Há que enfrentar nossos próprios demônios e dragões, que guardam as portas de entrada da memória… Parece simples, mas não é. Um pequeno e único gesto, por menor que seja, nessa direção, acredite: é Hercúleo.
Bem vindo à complexidade - inevitável como o destino - que nos compõe, e parece cobrar sua aut…

Pensou que eu tinha esquecido de você Eli?????

Mas não esqueci não!!!!!
Parabéns atrasados querida, mas limpinhos e cheios de carinho!!!
Desculpe não ter postado ontem!
Fui abduzida pela minha filha que me levou a um cinema incrível, a gente quase deita nele! E os garçons servem o que a gente já pediu.
Assistimos Almodovar com um pacote imenso de pipocas e prosseco rosê.
E eu ficava pensando: será que vai dar tempo de postar o parabéns da Eli?????
Não deu, mas então aqui vai:

PARABÉNS ELI!!!!
Muita saúde, paz, realizações, amor, felicidades e que seus desejos mais lindos sejam realizados!
Receba um beijo meu enooooooooooorme, e deste blog inteirinho que te ama!

Ah, a Carminha fez um cartão lindo prá você, só que veio em pdf. extensão que o blogger não aceita para uploads.

Então saiba que o carinho de todos por aqui é muito maior do que o que você imagina!
Beijos mil
Faço agora uma reverência aos Zizianos espalhados pelo Brasil e mundo.
Hoje, 22 de outubro de 2015, completamos mais um ano de vida!
Foi em 22 de outubro de 2007, que resolvi publicar meu blog na plataforma do blogspot, super discretamente, colhendo aqui e ali algumas pessoas que se reuniam em torno do meu trabalho...
Adriana GarciaCarmen Teixeira, Paulinha de Salta, Ney Lee, Conceicao MachadoManoel Vila NovaAndrezinho Possi, Luziane, ....... e assim, de grão em grão construímos uma relação tão quente, tão propícia, que casamentos aconteceram entre membros do blog, encontros físicos - tivemos 3, com pessoas do Brasil todo.
E o mais gratificante, foi perceber que apesar das diferenças de gêneros, sotaques, idades, lá no fundo do coração, todos nós Zizianos somos feitos de uma mesma substância. Nos emocionamos "alcançando" um sentido intrínseco nas canções, na poesia do cotidiano, nas aspirações.... enfim, somos todos da mesma gota de amor de Deus.
Obrigada por existirem na m…