Pular para o conteúdo principal
A sentença do julgamento dos Nardoni foi proferida:
São culpados.

Pensei que eu fosse me sentir em paz com este resultado, que confesso, estava convencida. Mas ao contrário, estou triste.
Não pela condenação, ou pela prisão - penas mais que merecidas diante de tamanha barbaridade.
Mas acho que minha tristeza tem haver com o fato da capacidade que pode ter um ser humano para cometer tantas barnaridades.
Da crueldade do impulso, da covardia, da prisão das ações na esfera das emoções mais difíceis e cruéis - faz lembrar as torturas no Coliseu - do cinismo, enfim, pela confirmação da sordidez que pode ainda habitar num ser.

Há muitos anos atrás, o Padre Elísio conversou comigo e me alertou para prestar atenção pois no planeta estão encarnadas muitas pessoas que embora pertençam à raça humana, estão em estágios muito diferentes de consciência, e que nada garante que estejamos falando e ouvindo alguém que realmente entende o que estamos dizendo....

Quero parabenizar à todos do Ministério Público de S.Paulo, especialmente ao promotor Francisco Cembranelli, pela capacidade, eloquência, competência, determinação e principalmente pela enorme dedicação que prestou a este caso.

E quero pedir à Deus que olhe por todos nós, inclusive e principalmente, pelos réus. Acredito que a pior punição virá deles mesmos, quando atingirem alguma consciência sobre o que fizeram.

Comentários

Lusiane disse…
Minha cabeça continua com o nó... e compartilho contigo Zi, na tristeza!

Eu realmente não consigo acreditar como alguém faz isso com uma criança, com uma pessoa... como alguém, que eu me recuso a chamar de pai, faz isso. Porque pai nenhum faz isso com um filho... pai ama e protege!

Hoje fiquei com vergonha de ser humana...
caca disse…
Pessoas,
bommmmmmmmmmmmm diaaaaaaaaaaaaaa!!
Eu também penso que quando alguém
comete uma barbaridade como essa,não deve conseguir viver em paz.Pode até, por um longo tempo,se mostrar anestesiado,
frio e calculista, mas no íntimo não pode ser possível que não se auto torture,que não queira voltar atrás ,enfim...
Se assim não for, realmente são
seres sem nada ,sem Deus! Penso
muito o que leva a ser assim,
por que quando tudo parece caminhar normalmente no dia a dia das pessoas, no seu convívio familiar, de repente tudo descamba nessa barbariadade.Será que a semente do mal se descontrolou,
como um "cancêr" e corroeu tudo o que existia de humano?? Só pode ser!!

QUE DEUS TENHA PIEDADE DELES, QUE DEUS CUIDE DO FILHO QUE FICOU ,QUE
PROVAVELMENTE JÁ TEM UMA SEQUELA ENORME!!

carminha
Vladimir disse…
Zizi

Compartilho contigo deste mesmo sentimento...

Esta história é tão triste que eu fico pensando até que ponto um "ser humano" é capaz de fazer as mais cruéis atrocidades contra outro igual à sua própria espécie, e neste caso, indefeso e praticado pelo próprio pai!

Também fico admirado pela capacidade que eles (pai e madrasta) tiveram em negar até o final (mesmo com tantas provas inegáveis) e que hoje existam alguns advogados defendendo-os...

É muito difícil mesmo para ser compreendido...

De qualquer forma, talvez esta “teoria” do Padre Elísio seja uma forma de entendermos melhor tudo isso.

Só espero que a menina Isabela esteja em paz neste momento e que Deus tenha piedade de nós.
Marcel disse…
Eu assisti ao momento da sentença e quando o juiz estava falando da pena eu fica torcendo para esses anos aumentarem gradativamente, 31 e 26 anos achei muito pouco pelo o que esses dois fizeram, um pai fazer isso com a filha não pode ser considerado pai!

Enfim, é a prova viva de que nesse país ainda há esperança no fim do túnel e como no caso do Arruda também, as inpunidades estão chegando ao fim, ou pelos menos aos poucos e isso já é um começo para algo muito melhor, pois o Brasil anda precisando!

Até Jazz!
Cris Zampiere disse…
È Zizi entendo o que voce sentiu, por mais que tenha gostado e muito de ver a justiça dos homens funcionar, o outro lado da moeda me deixa triste e preocupada, ate onde iremos? Será possível um dia vivermos numa sociedade de pessoas mais equilibradas e consciente do seu papel?
Creio que um dia nesta ou em outras etapas da nossa caminhada teremos dias de mais paz e amor, e isso depende de cada um de nós.
Beijos com muito amor a todos!!
Cris
Iracema disse…
Seres assim são indignos desta vida,possuem uma espiritualidade de dar dó....confesso que senti pena deles por um instante apenas,depois veio uma sensação de alívio pelo processo ter encerrado com justiça - Os "Nardoni" sucumbiram!!!Quem esquece da monstruosidade que fizeram com a atriz Daniela Peres??Aquilo também foi um horror.E seus assassinos onde estão? Em liberdade,um absurdo....certamente agora o "vovô Nardoni" irá recorrer,não por Isabela,e sim por seus assassinos,para devolver o que não se pode mais para Isabela - O direito de viver sua vida.
laura disse…
Olá, Zi linda! Olá, Zizianos queridos!

É realmente triste que as coisas tenham acontecido dessa maneira. Até o último momento, tentamos acreditar na inocência dos dois, principalmente do A. Nardoni. Inacreditável, inaceitável o fato de alguém cometer tamanha barbaridade com uma criança, sobretudo com a própria filha.
Estamos todos tristes, chateados, acredito. Agora é esperar a intervenção divina e o arrependimento dos dois. Não há mais o que fazer além de rezar.

Cheiro,

Laurinha.

Postagens mais visitadas deste blog

Existe uma música cuja letra diz   “recordar é viver”
Pois bem, eu digo o contrário. Viver, de verdade, é recordar…..
Daquilo que, intimamente, já sabíamos - mas não lembrávamos que sabíamos… Recordar através de uma palavra solta no ar, um gesto, uma intenção, um deja-vù… qualquer coisa se presta a ser um sinal que suga dos infinitos do inconsciente a lembrança vaga de fatos, mas muito sólida em conteúdo e sentido.
Lembrar disso tudo trás sentido ao viver, ao sofrer que faz parte, àquilo que temos de aceitar porque a impotência bate de frente….
O caminho dessas lembranças, pelo menos o único que conheço, está bem perto - ou melhor : bem dentro de nós. Há que se ter coragem = core ( coração + agir ). Há que enfrentar nossos próprios demônios e dragões, que guardam as portas de entrada da memória… Parece simples, mas não é. Um pequeno e único gesto, por menor que seja, nessa direção, acredite: é Hercúleo.
Bem vindo à complexidade - inevitável como o destino - que nos compõe, e parece cobrar sua aut…

Pensou que eu tinha esquecido de você Eli?????

Mas não esqueci não!!!!!
Parabéns atrasados querida, mas limpinhos e cheios de carinho!!!
Desculpe não ter postado ontem!
Fui abduzida pela minha filha que me levou a um cinema incrível, a gente quase deita nele! E os garçons servem o que a gente já pediu.
Assistimos Almodovar com um pacote imenso de pipocas e prosseco rosê.
E eu ficava pensando: será que vai dar tempo de postar o parabéns da Eli?????
Não deu, mas então aqui vai:

PARABÉNS ELI!!!!
Muita saúde, paz, realizações, amor, felicidades e que seus desejos mais lindos sejam realizados!
Receba um beijo meu enooooooooooorme, e deste blog inteirinho que te ama!

Ah, a Carminha fez um cartão lindo prá você, só que veio em pdf. extensão que o blogger não aceita para uploads.

Então saiba que o carinho de todos por aqui é muito maior do que o que você imagina!
Beijos mil

Mistério revelado

Que bacana vocês terem aprovado o verde de fundo do blog.
É em homenagem à nossa escolha por maioria, ao partido verde, que na verdade com ou sem partido, é a cor de fundo das escolhas dos nossos corações, não é mesmo?

Um blog que reúne pessoas que amam animais, vegetais e minerais, música, arte e verdade, é no mínimo ecológico e ético, certo people?

Então, vou contar para vocês sobre o mistéééério que me levou ao planalto central.

Uma amiga comentou há algumas semanas, que um grupo de amigos estava com vontade de ir à Abadiânia - cidade do interior do estado de Goiás, para ser vista pelo médium João de Deus, a quem é atribuído grande poder de cura das mais diversas doenças.

Vi na minha agenda que naquele final de semana eu estaria com tempo livre, e resolvi me juntar ao grupo, uma vez que nos últimos anos tenho me sentido um "mostruário" de males que a medicina tem pouco ou nenhum jeito eficiente de tratar. Alguns não têm nem diagnóstico..... já passei por tantos hospitais, médi…