Pular para o conteúdo principal

A torcida e o torcedor

Hello people!!!

Recuperados da festança da DricaSíndica, nada de ressaca, só alegria!

Sobrevivemos à esta festa, e à final Corintians & Flamengo, que ontem paralisou a região do Pacaembú. Na boa, até eu que não sou chegada em futebol, não escapei de assistir ao clássico, tamanha a comoção pela qual o Brasil e o meu bairro foram tomados...... uma situação digamos, "inescapável"!

Aí, acho até que comecei a entender um pouco sobre o enigma que sempre foi para mim a emoção da torcida.
Acho que se não tivessem inventado o futebol, nós humanos escolheríamos qualquer outra situação para torcer por.

Rola um "barato" meio entorpecente no ato de torcer - talvez porque não haja limites para se expressar um monte de fortes emoções que não têm outro momento tão adequado para sair..... não há um dedo indicador apontado na direção do torcedor com um letreiro piscando:
"pare de beijar esta camisa, o bom senso fugiu de você, se pegar um golpe de ar a cara nunca voltará ao normal, pare assoprar este apito ridículo"
Que nada, tudo pode para quem torce!
Chorar, se descabelar, gritar muuuuuito, enfim.... um orgasmo onírico do exagêro ilimitado. Uma festa superlativa.

E quanto maior for a torcida, maior é a capacidade da "carta de auforria" por ela concedida.
Basta se engajar numa torcida, e pronto. O time pode não vencer por muitos anos, o técnico pode ser uma anta de jaleco, nada disso importa.
Torcer, torcer, torcer, ladeado pelo maior e mais fervoroso número possível de pessoas - esse é que é o grande "barato"...

De minha parte, já invisto em terapias há tantos anos, que meu movimento é o oposto: educar a emoção para ela ganhar um upgrade e se modificar em sentimento.

Já sei, já sei: sou uma pessoa sem muita graça para a maior parte da população - afinal, são muitos torcedores mundo afora, né?
Mas desisti de tentar ser quem não sou, então já estou procurando atividades para a temporada de Copa do Mundo!!!!

Aceito sugestões, desde que não me mandem catar coquinhos!!!!! A coluna não permite!!! rs.....

Bjks imensas people! Fui!!!!

Comentários

laura disse…
Zi,

Realmente, torcer por qualquer time, seja de futebol, vôlei, basquete, enfim, é eletrizante. Mas o brasileiro, é indiscutível, só tem esse barato que você descreveu tão bem ao torcer pelo futebol. Eu sou suspeita, adoro ver meu time em campo, grito, beijo camisa, defendo...É o tipo da coisa que ou ama ou não é que odeie, mas que não tenha interesse.

Por que você não viaja na copa? Nem que seja para relaxar em Paradise, ler, cuidar das plantas, passear com o Rubinho...Zizianos, vamos fazer um brainstorm de sugestões para a Zizi!

Zi, até amanhã! Vai ser lindo!

Cheiro,

Laurinha.
joao pedro disse…
que tal shows em beagá?
Fábio disse…
Olá Zizi, tudo bem?
Primeiramente gostaria de dar os parabéns pela linda apresentação no programa da Hebe e pelo lançamento do belíssimo DVD.
Começei a me aprofundar mais em seus trabalhos através de um grande amigo, que é tão fã seu que chega ao ponto de arrumar seus cds nas lojas, rsrs... Poe na frente, tira de cá, poe de lá, a cena é ótima.
Agora vamos aos assuntos profissionais, sou produtor e tenho muito interesse em produzir um show seu em minha cidade ou na cidade que trabalho ultimamente. Com quem posso fazer esse contato? Vejo com Fidellio Produções?
No mais forte abraço e tenho certeza que em breve terei o prazer de fechar algum show seu.

Forte abraço,

Fábio Sacramento
Produtor Executivo
(021)8021-2758
(032)8829-9361
CRIS ZAMPIERE disse…
Aii imagino como deve ter sido a "festa" ontem por ai, acho legal voce torcer, vibrar, rir, chorar por algo que você gosta e acredita, faz bem pra alma e para corpo, sou torcedora fraquinha nem assisto aos jogos e quando tento assistir meu time perde....ai atlético porque jogou tão bem..rsrs

Mas agora vem a copa e vamos torcer todos juntos, que tal o blog de verde e amarelo?
Ou camisetas tipo " blog da Zizi junto com a seleção rumo ao Hexa!!!
O que acham hein!!

Cris
Lusiane disse…
Eu, pra desgosto completo do meu pai, sou Gremista e Peñarol do Uruguai (nasci na fronteira gente...)
Ele, sofredor, é Colorado e Nacional!

Mas eu não torço muito não, na verdade, ando até pensando em virar casaca, e começar a torcer pelo Caxias, série C do Campeonato Brasileiro (ou Brasileirão? ou Copa do Brasil??)... essa sim é uma torcida dedicada!!!
Mas acho que também não nasci pra isso... futebol é pra mim como o carnaval, é onde esse povo brasileiro sabe ser feliz! Ricos ou pobres, é onde esquecem dos problemas da vida!

A minha parte disso, prefiro em música! É onde EU sei ser feliz... Como diz o compositor "Hoje eu canto pra esquecer, que a escola do bairro está sem professor"... Alguns torcem pra esquecer...
Talvez não concorde com a política do pão e circo, mas entendo a facilidade com que com que as pessoas se entregam a ela...

Da alegria do futebol, fica só o sarro que tiro da cara do meu pai ao fim de um GreNal bem sucedido!

Sobre a Copa, bem... estoca comida em casa, pega alguns filmes na locadora, pode escrever pra gente, um videozinho, uma música quem sabe... um bom livro.. e por aí vai!

Aliás, falando em livro, comprei um livro com letras e histórias das músicas do Chico Buarque e outro sobre budismo... tô amando os dois!!!!

Abraços, filosóficos e carentes!
Lusi
caca disse…
ZIZIZINHA AMIGA PARECIDA!!

POIS É, EU NÃO TENHO ESSA"LOUCURA COLETIVA", NEM POR FUTEBOL ,NEM CARNAVAL, E OUTRA COISINHAS PARECIDAS... PREFIRO FICAR NO SOSSEGO:-OUVIR MINHAS MÚSICAS(MUITA ZIZIZINHA,ENTRE OUTRAS), LER, ESCREVER, ASSISTIR BONS FILMES...
ENFIM, SOU MAIS NA MINHA!!
A COPA, NEM TENHO ME LEMBRADO!!
SOU FELIZ DA MINHA FORMA!!!!
EU TAMBÉM VOU PROCURAR COISAS PARA FAZER DURANTE A COPA!!

BEIJOCAS ATÉ DJÁ!
CACÁ CARMINHA
pau_argentina disse…
Nessa de procurar o meu lugar, já fui torcedora do time do meu bairro. Devo confessar, embora soubesse que aquela não era a minha praia, ficava sinceramente fascinada com aqueles "rituais" dos torcedores.
Claro que, para não ficar de fora, assoviei (?) as cançoes da torcida tentando disfarçar a raiva que sentia de ver como a "arte" da minha cantora predileta estava sendo estuprada na minha cara, xinguei às coitadas mães de àrbitros, técnicos e jogadores e gritei "pênalti" toda vez que achei preciso, sob o olhar irritado dos torcedores juramentados. Mas não tem jeito, a paixão nunca veio..

Pra mim, a Copa do Mundo é um buraco negro. Tô totalmente fora dele. O lado bom, é por um bom tempo vou tirar férias do meu chefe, torço por esse momento chegar logo!!! rs.

Adorei o pensódromo!
Besos Ra!
Petro disse…
Como descendente de italianos, claro que não poderia deixar de torcer para o Palmeiras, vulgo "Parmêra", que, por sinal, não anda lá muito bem das pernas. Mas isso já é outra história.

Já disse o Prof. Teixeira Coelho: "Esporte não é cultura". Concordo, sob vários aspectos. Mas quando se é um palmeirense, essa frase soa um pouco estranha. O Palestra Italia surgiu da vontade da classe operária de imigrantes italianos de ser representada por um time de futebol que os unisse num só coro, isto porque os imigrantes italianos do início do século XX no Brasil não se consideravam "italianos", e sim, vênetos, lombardos, calabreses, etc., então o tal time foi criado para dar uma só voz aos peninsulares. Eles não só queriam que esse time de futebol representasse toda uma cultura, no caso, a italiana, mas que também nivelasse as diferenças de classes entre os imigrantes.

O futebol em si realmente não é cultura, porém, tem história. E a história da cultura italiana no Brasil passa pelo Palestra Italia, ou seja, ele traz uma carga cultural e uma identidade que é difícil de ignorar. Zizi, te confesso, também nunca fui um "expert" em futebol, mas o Palmeiras quando joga, me desperta algumas emoções que são difícieis de explicar. Desde meu avô (que foi um imigrante), meus tios, meu pai, todos torciam para o Palmeiras. Eles já não vivem, mas o Palmeiras ainda está aí, e agora meu filho também torce para o time. Percebo que as pessoas se vão; o time permanece através dos tempos. E, no meu caso, torcer é uma prática que vem sendo passada de pai para filho. Não seria já uma tradição ? No meu ponto-de-vista, tradição e cultura andam de mãos dadas.

O futebol faz parte da história dos homens que o criaram, e este também é um viés interessante para se curtir.

Bom, cada pessoa tem seu modo de sentir e compreender o esporte, e talvez isso seja o ponto mais interessante: essa diversidade de opiniões e sentimentos.
Obrigado Zizi e Zizianos pela oportunidade da gente "bater uma bola" aqui, e filosofarmos um pouco juntos !
cloth disse…
zizi vc realmente e diferente!!!amo esse seu diferencial!que Deus te conserve com muuuuita saude,pois amo le seu blog.beijos no seu coraçao.
cloth disse…
zizi amo muuuito suas postagens!que Deus te conserve com toda essa sabedoria sempre!!!beijos!!!amo vc!!!
Maria Eduarda disse…
ZZ, Dear,
Vai ser difícil escapar dessa... Mas como você já conseguiu por meio do investimento em terapias (e diga-se de passagem: e de se permitir se entregar a si mesma para ser quem é), dá para fazer boa companhia para si mesma sem precisar de catarses aristotélicas. Ih, filosofei demais, né? Mas, você tocou num ponto crucial para mim, relacionado com o que acredito e com o meu papel profissional ... Então, divaguei. Vamos ao lado prático, então. Concordo com a Laurinha: cuidar das suas plantas em Paradise, estudar o material do curso, ouvir boa música e ter um tempo só para você depois do trabalho de parto dos gêmeos C e C me parece uma boa pedida. O que vocês acham ZiziAnjos? Sigamos com a lista de sugestões.
Beijocas para você, ZZ, e para todos os ZiziAnjos Amigos, desejando-lhes uma noite de sono reparador e cheia de anjinhos a lhes proteger.
CM (via blog da ME)

Postagens mais visitadas deste blog

Pensou que eu tinha esquecido de você Eli?????

Mas não esqueci não!!!!!
Parabéns atrasados querida, mas limpinhos e cheios de carinho!!!
Desculpe não ter postado ontem!
Fui abduzida pela minha filha que me levou a um cinema incrível, a gente quase deita nele! E os garçons servem o que a gente já pediu.
Assistimos Almodovar com um pacote imenso de pipocas e prosseco rosê.
E eu ficava pensando: será que vai dar tempo de postar o parabéns da Eli?????
Não deu, mas então aqui vai:

PARABÉNS ELI!!!!
Muita saúde, paz, realizações, amor, felicidades e que seus desejos mais lindos sejam realizados!
Receba um beijo meu enooooooooooorme, e deste blog inteirinho que te ama!

Ah, a Carminha fez um cartão lindo prá você, só que veio em pdf. extensão que o blogger não aceita para uploads.

Então saiba que o carinho de todos por aqui é muito maior do que o que você imagina!
Beijos mil
Existe uma música cuja letra diz   “recordar é viver”
Pois bem, eu digo o contrário. Viver, de verdade, é recordar…..
Daquilo que, intimamente, já sabíamos - mas não lembrávamos que sabíamos… Recordar através de uma palavra solta no ar, um gesto, uma intenção, um deja-vù… qualquer coisa se presta a ser um sinal que suga dos infinitos do inconsciente a lembrança vaga de fatos, mas muito sólida em conteúdo e sentido.
Lembrar disso tudo trás sentido ao viver, ao sofrer que faz parte, àquilo que temos de aceitar porque a impotência bate de frente….
O caminho dessas lembranças, pelo menos o único que conheço, está bem perto - ou melhor : bem dentro de nós. Há que se ter coragem = core ( coração + agir ). Há que enfrentar nossos próprios demônios e dragões, que guardam as portas de entrada da memória… Parece simples, mas não é. Um pequeno e único gesto, por menor que seja, nessa direção, acredite: é Hercúleo.
Bem vindo à complexidade - inevitável como o destino - que nos compõe, e parece cobrar sua aut…

Mistério revelado

Que bacana vocês terem aprovado o verde de fundo do blog.
É em homenagem à nossa escolha por maioria, ao partido verde, que na verdade com ou sem partido, é a cor de fundo das escolhas dos nossos corações, não é mesmo?

Um blog que reúne pessoas que amam animais, vegetais e minerais, música, arte e verdade, é no mínimo ecológico e ético, certo people?

Então, vou contar para vocês sobre o mistéééério que me levou ao planalto central.

Uma amiga comentou há algumas semanas, que um grupo de amigos estava com vontade de ir à Abadiânia - cidade do interior do estado de Goiás, para ser vista pelo médium João de Deus, a quem é atribuído grande poder de cura das mais diversas doenças.

Vi na minha agenda que naquele final de semana eu estaria com tempo livre, e resolvi me juntar ao grupo, uma vez que nos últimos anos tenho me sentido um "mostruário" de males que a medicina tem pouco ou nenhum jeito eficiente de tratar. Alguns não têm nem diagnóstico..... já passei por tantos hospitais, médi…