Pular para o conteúdo principal

Quem vai parar esse trem?


Em meio a fios de soro que entram e saem das minhas veias, líquidos e remédios, agulhadas etc, conflitos grandes para decisões importantes me assolam, e lógico, trazem à tona a fotografia do momento atual na sua integralidade....
A morte repentina de Kirchner, as eleições, a campanha deficitária do Serra, marketeira da Dilma, os discursos megalômanos e narcísicos que temos de assistir a todo o instante, e o quanto isso nos afasta do que é realmente importante.... de nós mesmos.... do que deveria merecer nossa atenção e propósito de vida.....

então eu penso.....

Olhamos para o mundo com os olhos diferentes dos que nos olham a nós mesmos. E desse mesmo jeito diferente, nos medimos.
Num planeta desequilibrado e doente, que dá sinais disso o tempo todo..... vive uma humanidade doente e desequilibrada, que dá sinais disso o tempo todo.....

Apontamos para o mal que a comunidade faz ao planeta, que a sociedade causa ao eco sistema, que o homem faz com seu semelhante, e incrivelmente não nos incluímos na cadeia de doentes e doenças da qual fazemos parte, inexoravelmente.

Somos doentes do corpo físico - tratado como se só existisse para nos proporcionar prazeres, e uma vida jovem sem fim.
Com isso damos sinais que estamos doentes do corpo mental e do emocional também!

Nossa alimentação, nosso ritmo de vida, nossa atenção e nossas distrações são pertinentes a uma vida de mentiras, e de valores que não levam a outro lugar senão o da doença.... que se reflete no comportamento e nas expectativas da sociedade, na comunidade, no planeta, no eco sistema, em nós.

Quem vai parar esse trem?

Quem foi que disse que a vida existe em nós para que tenhamos músculos sarados, várias TVs em 3D, carro do ano..... para que sejamos os mais espertos, os mais desejados, os que mais gozam....
Quem foi que começou isso?
Quem vai parar esse trem?

Porque os políticos seriam diferentes de nós? Eles são parte de nós, da nossa doença, de nossas fraquezas, negligências e pouca profundidade. De nossa falta de coragem para crescer e assumir a nossa parte de responsabilidade pelo nosso próprio bem e nosso próprio mal.
Quem foi que disse saber qual é o nosso bem?
Quem foi  que disse que sucesso e popularidade são a mesma coisa? Quem foi que colocou tantas farinhas no mesmo saco, e diz que é por ideologia e inclusão social?
Quem vai parar esse trem?

Não nos prepararam para conhecer nosso próprio corpo, respeitá-lo e prepará-lo para a dependência e impotência, certeiras para quem permanecer com a vida acontecendo em seus sistemas.
Quem quiser honrá-la, tem de se preparar para ela.
Quem foi que disse que isso não acontece aos que fazem botox? Aos que tomam GH?
Quem foi que disse isso?
Quem vai parar esse trem?

Enquanto for mais prático apontar para fora e enumerar defeitos, falta de qualidades e afins, permaneceremos distraídos de nós mesmos, cumprindo o destino que nos traçou quem disse que o dinheiro compraria importância e vida jovem eterna..... como se o por do sol pudesse ser comprado para ser exibido na parede da minha casa, e eu pudesse dizer:
- agora não, espera mais um pouco para se pôr porque estou com preguiça de te ver nesse momento. Daqui há 20 minutos você começa, está bem?

Enquanto este torpor continuar e não despertarmos dele, vão continuar dizendo coisas por aí....
Quem vai parar esse trem?
Uma dor? Uma doença? Uma tragédia?

Estes cataclismas têm geralmente um poder  sacuditivo impressionante, embora a um preço altíssimo.... ......teria uma liquidação na cidade? Algum preço mais em conta?
Há crédito aberto para o "acordão" de quem banca parar esse trem. Quem acordou sabe o caminho, e avisa.
Quem não acordou tem medo do processo e do resultado, e continua como se todo esse absurdo fosse "natural" .

Quem foi que disse que isso é normal?
Quem vai parar esse trem?

Para isso vamos ter de desaprender um monte de clichês, desacreditar de "leis" de mercado, desapegar de status construídos, assim como gostaríamos que acontecesse com os políticos que tanto odiamos, e que são parte da nossa parte mais podre e difícil de negociar......
Temos de nos dispor a mudar de hábitos como gostaríamos de ver a comunidade mudar com o planeta e consigo própria.
Impor com energia o oferecimento de respeito irrestrito na relação com os outros. O mesmo respeito que gostaríamos que existisse normalmente entre os seres, com os animais e com o planeta.

É, vamos ter de  nos tornar a energia viva do que queremos ver triunfar.

Quem vem nesse trem?

Comentários

Maria Eduarda disse…
Conceição de Maria disse:

ZZLinda,
Só nós poderemos parar esse trem por meio de ações individuais que causem impacto positivo no coletivo.
Só nós poderemos parar esse trem
quando abrirmos mão do por-do-sol, ao nosso dispor, na parede da sala de estar
Só nós poderemos parar esse trem
ao olharmos para o pior de nós mesmos sem apontarmos o dedo para o "outro".
Só nós poderemos parar esse trem
quando o viver e deixar viver
vierem antes do pseudo conforto.
Pararemos, sim, esse trem,
quando respeitarmos o próximo e a natureza tanto quanto desejamos ser respeitados.
Cabe, ainda, reconhecer, que não veremos os resultados dessas ações
mas que devemos rumar em direção a elas.
Enquanto as mudanças não acontecerem, adoeceremos, fisica, emocional e espiritualmente
- sinais de alerta para que abramos os olhos e tenhamos coragem e humildade para construir mudanças necessárias.
Carinho MUITO,
CM
nei lee disse…
Zizi Possi,o Zeca Baleiro lançou um livro maravilhoso com textos dele publicados na imprensa e outros, ele é um trovador, um homem lindo e talentoso,ao ler seus textos e sua proeza em escrever tão bem, de uma maneira concreta que faz com que qualquer abstrato se materialize em nossas mentes , peço:
escreva um livro para que todos possam ter a oportunidade de conhecer esse seu universo de magnitude cultural,é um devaneio te ler, e o melhor de tudo é que quando esta a ver as letras a formar palavras e contextos, é a sua voz que completa a leitura...
portanto cada texto se torna uma canção...
Voce é uma pessoa encantada, e seu encanto me faz pegar um trem , um trem lindo, que passa por lindas paisagens, com passageiros cultos,de almas belas e sorrisos largos,um trem que segue o rumo da coerencia e inteligencia,um caminho a trilhar de sensações de afago e muita proteção,minha estação é o seu colo, um colo materno,com a forma de um abraço fraternal,amigo,sincero e feliz...
muito obrigado por sua estação não possuir bilheteria,e nada exigir em nossas bagagens...
Voce é linda, linda...
obrigado pela viagem e toda a saude para Voce..
SerginhoPaz disse…
Esse trem já anda descarrilhado faz tempo...
É uma falta de ética tamanha esta sociedade que castra, destrói e corrompe até os mais incorruptíveis.
Hoje comentei com um vizinho no elevador a revolta da mãe-natureza, que devido a esse tal de efeito estufa anda cuspindo fogo como a zanga de um drãgão enfurecido. É um calor extremo no verão que vem antes de dezembro,são chuvas torrenciais no pseudo-inverno, são ventos enfurecidos e uivantes, enfim, mamãe-natureza não está gostando nada,nada das lições que seus filhinhos não estão fazendo direito.
Devemos partir do princípio da moralidade e dos bons costumes, tão escassos nos dias de hoje.
Lembro que quando tinha 6 aninhos, "roubei" um carrinho de meu vizinho e disse para minha mãe que tinha "achado" enterrado na areia do meu quintal (mentalidade fértil de uma criança que acredita que existem botijas, capitães-ganchos e sacis-pererês). Minha mãe "descobriu" logo a minha farsa e fez-me ir com ela pedir desculpa a mãe de meu coleguinha e assumir meu primeiro grande erro. Três décadas se passaram e o eco do arrependimento ainda grita aos meus ouvidos. Foi ali, naquela hora tão singular, que minha mãe me deu o meu maior troféu: a minha dignidade e caráter! (presente em minha índole de pessoa do bem).
Hoje, o que vemos são dinheiros escondidos em cuecas, mensalões e pais querendo encobrir os erros dos filhos, como aconteceu com o acidente envolvendo o filhinho da Ciça Guimarães.
Nosso blog são de pessoas que ainda (graças a Deus) carregam a criança que nunca deixará de existir dentro de nós. São de Zizianos do BEM, do caráter e da sensibilidade.
Vamos nos tornar energia viva do que queremos ver triunfar como citou nossa diva maior!
Vamos plantar e colher amor, ética, respeito, solidariedade. Vamos viver com sabedoria, com dignidade e que páticas nenhuma espúrias de outros, maculem nosso bem maior (nossa índole).
BOM DIA ZIZI, RUBINHO E ZIZIANOS!!!!!!
Sandra Roos disse…
Querida e sábia Zz, eu já embarquei nesse seu trem...

Graças a Deus e a meus pais tive uma educação e formação que não privilegiaram estes 'valores deturpados' desta sociedade, justamente por isso as vezes me sinto 'diferente' e deslocada e sem muitas amigas(os) por conta de não embracar nesse trem desgovernado e desvirtuado da sociedade atual, já perdi amigas por não gostar de 'pagode' e das dancinhas que os acompanham... já perdi outras por não seguir moda e modismos, por não assistir os BBBs e 'reality shows' da vida, e por isso muitas vezes fico sem participar das conversas, mas sinceramente, prefiro assim... tenho amigos e amigas QUE SÃO ESPECIAIS, não populares... assim como o 'people' daqui...

Privilegio o BEM, a alma, o saber, o conforto, a alegria e felicidade, e acho que estou no caminho certo...

Bem, mas agora conta pra gente... COMO VC ESTÁ? ESTAMOS PREOCUPADOS E CONTINUAMOS ORANDO POR SUA RECUPERAÇÃO E CURA... o que foi decidido? Já sabe qual procedimento e/ou tratamento farão?

Beijos com muito carinho,


Sandra Roos
Fernanda disse…
"Nada é Impossível".

São Judas Tadeu.

Zizi,sou devota do São Judas Tadeu,
hoje 28 de outubro,é comemorado
o dia dele.

Desejo,que ele te ilumine,nas decisões que vc tem que fazer.

Depois,de vários pedidos,é muito bom só poder agradecer.

Pode ter certeza,que tudo vai
dar certo...

Somos,muitos rezando...

Que o manto da Nossa Senhora ,te abrace.


ótima tarde para todos.
Vladimir disse…
Zizi

Bom dia!!

Fiquei impressionado com o seu texto!! Impressionado e emocionado!!!

Que reflexão profunda e verdadeira!!!

É um pensamento que a meu ver, "desconstroi" algumas "verdades" pré-estabelecidas, comportamentos arraigados, atitudes ditas "corretas", enfim, "valores" pré-determinados do que somos, do que "devemos" ser, ideologias de uma sociedade que se considera auto-suficiente, poderosa, dona da situação, elevada, "a melhor", etc., etc...

Uma sociedade onde ter, possuir, mostrar, ser jovem é o que realmente vale. Onde o dinheiro é o que dita as regras do mercado em todos os sentidos.

Talvez tenhamos mesmo que rever nossos valores, nossas crenças, nosso sistema de ensino, nossa visão de mundo. Termos também a consciência de que nada é nosso e saber que outras gerações irão precisar dos recursos que o planeta nos oferece, mas que estes mesmos recursos podem acabar um dia. Quem sabe assim possamos viver num mundo que faça bem para a nossa alma, para o nosso espírito, nosso corpo físico e então encontrarmos o nosso bem estar, no sentido literal da palavra.

Eu comecei a escrever este texto, mas precisei parar para dar conta de assuntos domésticos e quando voltei, me deparei com os depoimentos lindos da Conceição, do Nei, do Serginho e da Sandra.

Concordo com todos eles e me orgulho de estar aqui, de dedicar este tempo para usufruir deste privilégio que é fazer parte deste mundo, que é seu e nosso. Poder me irmanar com pessoas inteligentes, que almejam um mundo melhor e que podem se unir, se assim for preciso, para mudá-lo de alguma forma, porque do jeito que está, não sei mesmo onde irá parar este trem...

Grande abraço a todos!!

À você meu eterno carinho. Meu profundo desejo que saias o mais breve possível deste hospital, que sua saúde se restabeleça, pois precisamos muito de ti, assim como o mundo precisa de pessoas que querem melhorá-lo de alguma forma.

Fiques com Deus!

Beijos
Fefeu disse…
Zizi, estou com você nesse trem!
Muito coerente seu desabafo (se é que posso chamar assim)
Essa sociedade pós moderna a qual fazemos parte impõe algumas regras e eu sempre me faço a mesma pergunta: Quem inventou essas regras?
Por isso me identifiquei muito com o que você coloca nesse texto.
Parabéns por ser uma pensadora!
O mundo precisa de mais pessoas assim!
Às vezes não enxergamos o ser humano que existe por trás de nossos ídolos e é por isso que te admiro cada dia mais!
Você mostra que é uma pessoa íntegra, correta, coerente, sensível e consciente... Que não é apenas aquela Zizi que gostamos de ouvir cantar! Você é uma ESTRELA completa! Com forma e conteúdo... Além de um talento divino!

Te amo cada dia mais!
Beijos carinhosos!
Lorena disse…
Zizi,

Lembra da famosa frase?
"Mens sana in corpore sano."
Pois é...
Infelizmente, o mal que sempre destroçou a humanidade foi o desequilíbrio mental, que todos, desde que o mundo é mundo sempre fingiram ignorar, seja por vergonha de assumir seus desvarios, ou por medo do ridículo, ou por orgulho de pedir socorro, porque quando se pede help, a gente se expõe, e corre o risco de interagir, dar as mãos, e isto para a humanidade, que está engatinhando ainda no processo evolutivo, custa muito. Então preferimos fingir e nos enganar.
Daí o desequilíbrio mental, que está evoluindo numa velocidade incrível, passou para o desequilíbrio físico, adoecendo os corpos, passou depois para o desequilíbrio familiar, criando uma confusão generalizada em muitos lares, fazendo surgir o desequilíbrio social que tornou o diálogo e a solidariedade quase inexistentes.
É muito mais simples olhar para o outro. Lógico, ver o que ele tem, o que ele faz...se tem muito, tem algo estranho, se nada tem, vamos deixá-lo de parte, não é assim?
É muito fácil julgar e apontar o dedo para os outros, mas nunca voltamos para dentro de nós mesmos. A gente espera o corpo sinalizar as falhas do organismo, porque a mente humana não acompanha os sinais da alma.
Não conseguimos enxergar com os olhos da alma e do coração, o que é uma pena. E talvez demore para conseguirmos. Talvez isto seja um dos motivos desta sensação desconsertante de "trem virado".
Acho ainda que falta caridade. A famosa, boa e velha C A R I T A S, com a humanidade, com o planeta e nós mesmos. O mais curioso é que pedimos tanta piedade a Deus, mas nós não nos apiedamos muitas vezes. Piedade das nossas fraquezas, das atitudes, da falta de entendimento, do tempo perdido...e por aí vai...Hoje, o que mais quero é embarcar no trem que volte a andar nos trilhos.

Te cuida, fique em paz!!!!

Te adoro!

Bjssssssssss,

Lorena Madlun.
Gi Ticianelli disse…
Minha passagem para o trem já está em mãos!!
Lindo o texto!
Bjos
Toni de Menezes disse…
Zizi, pelo amor e generosidade que você nutre dentro de si pela vida, esse texto não pode parar aqui, precisa ser dividido, compartilhado,estudado, refletido, pesquisado,...absorvido, enfim, por todas as pessoas 'doentes' como nós, mas que não têm o privilégio de viajar na sua companhia diariamente como seus Zizianos. Nossa! Que texto, ou melhor, que sacudida é essa, Dona? Uma das coisas mais inteligentes, coerentes, instigantes, desestruturantes, relevantes, revigorantes...belas...e sei lá mais o quê...que eu já li e devorei na minha vida. Eu não devo só parabenizá-la pelas palavras que se aninham uma a uma nos vários espaços que se organizam em minha mente; devo antes e, sobretudo, agradecê-la, posto que nem precisava nos agraciar com tão precioso presente tendo em vista o que já representa para todos nós, seus milhares de fãs nº1.
Eu estava mesmo precisando de algo que passasse desenfreado dentro de mim. Estou entre duas escolhas importantes pra minha carreira profissional e ainda não sei o que fazer, mas suas palavras tomaram uma proporção tamanha que já não sei mais dizer o que sinto onde tudo era angústia.
Queria pedir sua permissão para refletir com meus alunos um pouco sobre tudo isso.
Não sei o tamanho da admiração que tenho por você...só sei que é muito bom!!
Xerus mil!!
Betho disse…
Zizi,
Nossa! realmente suas palavras foram profundas.
Você é um ser humano muito inteligente e principalmente consciente da nossa situação nesse planeta tão provido de dores, dissabores e horrores.
Acho que é aquela velha história que todo mundo ouve durante anos, mas que muito poucos tomam consciência: " se cada um de nós fizer a sua parte"
Acho que o ser humano só se respeita realmente se respeitar os animais, porque vemos atrocidades absurdas cometidas contra a natureza, os animais, contra tudo o que é simplesmente natural.
Mas temos que ver o lado positivo das coisas, não sei onde a humanidade vai chegar com tudo isso, porém sempre procuro me tornar um ser humano melhor tratando os meus semelhantes,os animais a natureza e tudo o que me cerca da forma como gosto de ser tratado.
E do resto eu levo a vida ficando com a pureza da resposta das crianças é bonita, é bonita e é bonita.
Beijos
Betho
caca disse…
Um homem não pode fazer o certo numa área da vida,enquanto está ocupado em fazer o errado em outra. A vida é um todo indivisível.
( MAHATMA GANDI)


ZIZIZINHA ,
PARABÉNS POR ESSE TEXTO TÃO LINDO!!
VOCÊ É UMA PESSOA MUITO PROFUNDA,QUE REALMENTE
PERCEBE O TODO,PREOCUPA-SE COM O ESSENCIAL DA VIDA!!
CONCORDO EM GÊNERO E GRAU COM AS QUESTÕES LEVANTADAS:
-FALTA DE RESPEITO COMO PLANETA
-FALTA DE RESPEITO COM O PRÓPRIO CORPO
-FALTA DE PERCEPÇÃO QUANTOS AOS VALORES QUE REALMENTE IMPORTA PARA SERMOS FELIZES...ENFIM,UM AMONTOADO DE "BESTEIRAS"QUE ACREDITAMOS NECESSITAR NO NOSSO DIA A DIA
UM AMONTOADO DE PRIORIDADES QUE DEIXAMOS DE ENXERGAR,
EM NOME DA VAIDADE, DA GANÂNCIA ,DA FALTA DE CARATER...

VIVER TEM SIDO DIFÍCIL, ENCONTRAR A "TRIBO" QUE FALE A MESMA LÍNGUA ,QUE TENHA ASPIRAÇÕES PARECIDAS ,EM TERMOS DE VALORES ESSENCIAIS,E AO MESMO TEMPO MANTERMOS A NOSSA INDIVIDUALIDADE...NOSSA TEM SIDO QUASE IMPOSSÍVEL!!
POR ISSO, SEU BLOG NOS UNIU,POIS PELO QUE TENHO PERCEBIDO, NOSSA TURMA VIVE EM BUSCA DESSA ESSÊNCIA,NAS RELAÇÕES COM A NATUREZA, COM A ARTE, COM A BELEZA,E COM A VALORIZAÇÃO DAS RELAÇÕES HUMANAS!!
FAZ TEMPO QUE BUSCO PARAR ESSE TREM,MUITAS VEZES PAGO CARO,MAS NÃO DESISTIREI!!

ZIZIZINHA LINDA, AMO O SEU JEITO DE PENSAR, ESCREVER,MULTIPLICAR...AMO O SEU JEITO DE SER...
AMO VOCÊ!!!
BEIJOS, FIQUE COM A LUZ DE DEUS!!
Cacá Carminha
Angélica disse…
ZZ,
Que texto lindo e profundo!
Me emocionei enquanto lia.
Você escreve muito bem...
Quando eu for grande quero ser assim...
Acho que nós enquanto seres humanos e sociedade somos os culpados por tudo isso que nos acontece física e mentalmente e também ao que acontece ao nosso planeta!
Uma coisa puxa a outra e quando nos damos conta estamos trabalhando demais para mantermos um padrão de vida que na maioria das vezes não condiz com aquilo que realmente desejamos mas que temos que mostrar aos outros.
Seria muito bom se todos nós seres humanos conseguíssemos nos dar conta de que o que realmente importa é o nosso equilíbrio físico e espiritual, a nossa reforma íntima.
Assim teríamos um planeta também equilibrado.
Sabemos (aqueles que acreditam) que a Terra é um planeta de expiação e que prá cá viemos porque ainda não somos perfeitos.
Temos que aproveitar essa chance que nos foi dada.
A hora é sempre agora!
Quem pára esse trem?
Nós podemos pará-lo!
Ainda há tempo...

Bjs e fique com Deus!!!
Márcia Ricco disse…
Por favor, Zizi, reserve um lugarzinho nesse trem!!!
Acredito que a grande maioria das pesoas que chegam a este planeta não tem a mínima noção do que significa ocupar um corpo.
A vida material ficou reduzida a ter, curtir, azarar, corromper, deixar-se corromper, conseguir o que se quer a qualquer custo e querer sempre mais!!!
A falta de vínculo com nossa parte sutil - Alma/Espírito/Consciência -
nos faz perder oportunidades preciosas de crescer e realizar nosso verdadeiro propósito.
Quem somos nós? De onde viemos? O que fazemos aqui? Questões que não caem no vestibular...
Como vc muito bem colocou, não nos preparam para o essencial!!
Mas, vamos lá, viajar nesse trem de Amor e Luz!!
BJS a todos os condutores e passageiros !!!!

Postagens mais visitadas deste blog

Existe uma música cuja letra diz   “recordar é viver”
Pois bem, eu digo o contrário. Viver, de verdade, é recordar…..
Daquilo que, intimamente, já sabíamos - mas não lembrávamos que sabíamos… Recordar através de uma palavra solta no ar, um gesto, uma intenção, um deja-vù… qualquer coisa se presta a ser um sinal que suga dos infinitos do inconsciente a lembrança vaga de fatos, mas muito sólida em conteúdo e sentido.
Lembrar disso tudo trás sentido ao viver, ao sofrer que faz parte, àquilo que temos de aceitar porque a impotência bate de frente….
O caminho dessas lembranças, pelo menos o único que conheço, está bem perto - ou melhor : bem dentro de nós. Há que se ter coragem = core ( coração + agir ). Há que enfrentar nossos próprios demônios e dragões, que guardam as portas de entrada da memória… Parece simples, mas não é. Um pequeno e único gesto, por menor que seja, nessa direção, acredite: é Hercúleo.
Bem vindo à complexidade - inevitável como o destino - que nos compõe, e parece cobrar sua aut…

Pensou que eu tinha esquecido de você Eli?????

Mas não esqueci não!!!!!
Parabéns atrasados querida, mas limpinhos e cheios de carinho!!!
Desculpe não ter postado ontem!
Fui abduzida pela minha filha que me levou a um cinema incrível, a gente quase deita nele! E os garçons servem o que a gente já pediu.
Assistimos Almodovar com um pacote imenso de pipocas e prosseco rosê.
E eu ficava pensando: será que vai dar tempo de postar o parabéns da Eli?????
Não deu, mas então aqui vai:

PARABÉNS ELI!!!!
Muita saúde, paz, realizações, amor, felicidades e que seus desejos mais lindos sejam realizados!
Receba um beijo meu enooooooooooorme, e deste blog inteirinho que te ama!

Ah, a Carminha fez um cartão lindo prá você, só que veio em pdf. extensão que o blogger não aceita para uploads.

Então saiba que o carinho de todos por aqui é muito maior do que o que você imagina!
Beijos mil

Mistério revelado

Que bacana vocês terem aprovado o verde de fundo do blog.
É em homenagem à nossa escolha por maioria, ao partido verde, que na verdade com ou sem partido, é a cor de fundo das escolhas dos nossos corações, não é mesmo?

Um blog que reúne pessoas que amam animais, vegetais e minerais, música, arte e verdade, é no mínimo ecológico e ético, certo people?

Então, vou contar para vocês sobre o mistéééério que me levou ao planalto central.

Uma amiga comentou há algumas semanas, que um grupo de amigos estava com vontade de ir à Abadiânia - cidade do interior do estado de Goiás, para ser vista pelo médium João de Deus, a quem é atribuído grande poder de cura das mais diversas doenças.

Vi na minha agenda que naquele final de semana eu estaria com tempo livre, e resolvi me juntar ao grupo, uma vez que nos últimos anos tenho me sentido um "mostruário" de males que a medicina tem pouco ou nenhum jeito eficiente de tratar. Alguns não têm nem diagnóstico..... já passei por tantos hospitais, médi…