Pular para o conteúdo principal

Intenções......

Daqui do meu cantinho, procuro o sol que esquenta os cantos por onde entra, e enquanto permanece fica uma delícia! Aí ele troca de lugar, e eu faço a mesma coisa, acompanhando seu curso.

Uma vontade grande de me entregar à uma orgia de açúcares - neste frio, um chocolate quente é tuuuudo de bom! Mas meu estômago não consegue nem pensar em virar a fornalha que digere essa lava achocolatada, então agradeço, e em vez de me entupir de açucares, me entupo de letras! Uma boa troca, concordam?

Então, rola na cabeça uma pergunta que não quer calar....

Depois da intervenção de Israel nos navios da flotilha humanitária, muitos movimentos de reclamação e indignação aconteceram, tornando o fato público mundialmente.
O lanterninha da flotilha, que havia ficado para trás por problemas técnicos, foi acompanhado pela atenção de quase todo o planeta, aguardando como seria a já esperada intervenção.....

E aí vem a pergunta:
O que a Coréia do Norte fez com o submarino da Coréia do Sul, que resultou na morte de 46 pessoas, é menos desumano?
Porque será que a cada novidade nos deviamos do foco dando sempre mais atenção para o que parece ser novo, e deixando de ver um padrão de perigosa repetição nesse comportamento????

Tudo bem, tá certo que a flotilha tinha uma intenção declaradamente humanitária, e a intenção do submarino era científica, nome que pode englobar um montão de coisas. Mas daí a sair atirando, não parece duro demais?

Quais são provas de fidedignidade necessárias para fazer valer uma atitude humanitária? Elas teriam algum valor?
O que quero dizer é que ao que parece, ninguém acredita mais nas intenções de ninguém,
e a palavra "intenção" pode mesmo estar sendo utilizada com propósitos muito diversos.

Quem acredita que o Irã enriquece urânio à 20% (percentual só utilizado para a confeção de bombas) com finalidades puramente pacíficas?
Israel não acredita que os ocupantes da flotilha sejam civis, e sim terroristas.
A Coréia do Norte não acreditou na pesquisa científica do submarino Sul Coreano.... e então todos os descrentes saem literalmente mandando bala....

Ainda bem que o Obama ganhou o prêmio Nobel da Paz, assim fica super comprometido com ela, e não se dá o direito de mandar bala só por desconfiança, como fez seu antecessor.

Mais uma pergunta: até quando????

Well people, ou toda ouvidos!

Agora vou mudar de lugar para seguir o sol.
Até djá people!

Comentários

caca disse…
ZIZIZINHA QUERIDA,
EU TAMBÉM PASSEI O DIA PERSEGUINDO O SOL, DENTRO DE CASA, POIS LÁ FORA O VENTO ESTÁ MUITO FRIO,E O SOL NÃO ME AQUECE!!!

NO MEU APARTAMENTO SÓ NÃO BATE SOL NA COZINHA E NA ÁREA DE SERVIÇO,POR ISSO NESSA ÉPOCA DO ANO FICA MAIS DIFÍCIL COZINHAR, LAVAR,ENFIM...
MAS AGORA ESTOU NO SOL DA SALA, ELE ESTÁ ENORME E LINDO,OLHANDO PARA MIM.EU FICO FELIZ COM ISSO!!!

ATÉ ACABEI DE PENSAR NUM POEMINHA PARA ELE:

SOL,
ESQUENTA, ILUMINA,
ALEGRA, INSPIRA...
ME DEIXA MAIS FELIZ!
PRESENTE DE DEUS,
O SOL SE FAZ PRESENTE
EM MIM!!!

CACÁ CARMINHA CACAZINHA

ELE,O SOL, ME VIU ESCREVENDO , SERÁ QUE GOSTOU??rsrsrs


ZIZIZINHA, QUANTO AOS CHOCOLATES, ESTAVA PENSANDO EM COMER UM PEDAÇINHO ,QUANDO LI O QUE VOCÊ DISSE.AGORA ESTOU TENTANDO MUDAR DE IDEIA ENQUANTO ESCREVO.

SEUS QUESTIONAMENTOS SOBRE AS INTENÇÕES,SÃO MUITO PERTINENTES.
PARECE QUE EM NOME DAS INTENÇÕES,NÃO SE PENSA MAIS NAS VIDAS HUMANAS, E ISSO É UM TRISTE E LAMENTÁMEL ABSURDO!!
PARECE QUE TUDO O QUE VALE É A POLITICAGEM QUE GIRA EM TORNO DESSAS INTENÇÕES.
QUE DEUS AJUDE ISSO MUDAR, QUE OS SERES HUMANOS APRENDAM A VALORIZAR A VIDA!!!
BEIJOCAS AMIGA!!
CACÁ CARMINHA CACAZINHA
laura disse…
Zi linda,

Continue resistindo às doces tentações, elas levam qualquer um ao mau caminho das calças apertadas, ponteiros de balança malvados e necessidade de photoshop. Mas, de vez em quando, um chocolate quente não faz tão mal assim, sobretudo quando o frio supera o calor do sol, né?

Essa questão toda que você bem abordou é muito delicada. Sabe o que também é inaceitável, na minha opinião? A vista grossa das instituições internacionais comprometidas e fundadas com base nos Direitos Humanos. Estes foram criados logo após a II Guerra Mundial motivados pelo temor do homem ao homem. A guerra anterior a essa foi mais "light" (se é que uma guerra pode ser assim classificada), o pavor surgiu a partir do momento que o potencial nuclear não foi apenas revelado, mas colocado em prática.
Então, formulam os DH, criam a ONU, bem como outros órgãos, e as barbaridades se perpetuam mascaradas pela hipocrisia. Qual o sentido de tudo isso se de nada adianta? É pelo discurso? Ameaças a sanções ficam apenas no campo das ameaças. É assim com a Coréia do Norte, vai ser com Israel do mesmo jeito que foi com Mianmar - que, tenho certeza, muitos nem sabem dos absurdos lá ocorridos há décadas.
Apesar de serem casos diferentes, todos têm uma intersecção entre si quando menciona-se a desumanidade. Se os Direitos Humanos defendem a vida de todo e qualquer ser humano e o que necessário for para mantê-la, e estes Estados agem contra esses princípios, há algo muito errado. E mais errado com essas pseudo-sanções. As de Mianmar não saem porque acordos bilionários com a China não permitem, as da Coréia do Norte não são efetivas pelo fato de todos temerem seus atos e desconhecerem a dimensão de seu poderio, e as de Israel, infelizmente acredito, não serão implantadas devido ao apoio histórico estadonuidense.
No final das contas, certo estava Hobbes ao dizer que "o homem é o lobo do homem". Acho que essa citação traduz tudo o que você disse, Zi, em relação às intenções:
por saber de suas terríveis capacidades, o homem conhece e reconhece as capacidades de seus semelhantes. Na dúvida e na desconfiança de suas intenções, ataca visando sua defesa. A espécie humana é autodestrutiva. E se diz racional.

Esse pensódromo é fantástico. O monólogo tem a oportunidade de virar diálogo e de conhecer outros pontos de vista para chegar a novas conclusões. Aprendo muito por aqui! Obrigada, Zizi, por abrir esse espaço.

Cheiro em todos,

Laurinha.
Jvnivs Cæsar disse…
Grandes homens esses que pensam concentrar o poder em seus "ideais" mesquinhos, não?
O que percebo da humanidade é que se perde no mesmo mundo de ilusões que tão ricamente criaram a partir da 2ª Guerra Mundial... o "the american dream" já não corresponde!
Boas intenções, já diz o ditado, há muita no inferno. Mas talvez seja o coração atrapalhado de tanto medo que ainda faz a humanidade se orientar pelo velho (e ineficiente) caminho vertical - o poder é vertical.
Se há uma parcela de pessoas reivindicando coisas e fatos, ainda tenho cá minhas dúvidas da veracidade, da honestidade disso em relação ao bom desenvolvimento da mesma humanidade... mas tudo me leva a crer que é a partir de tamanha confusão e jogos de interesses que os reais e dignos interesses (pela humanitude, claro) aparecerão.
Há muito o que se fazer, e não é só uma reforma com tintas e troca de telhas, é uma reforma estrutural, substancial, efetiva... por isso todos nós também sentimos que essa mudança acontece, sentimos que não nos adequamos à toda essa patacoada que mostra a mídia - e a mídia mostra o que lhe é interessante, seguindo o velho padrão vertical.
Mudar todos vamos ter de mudar, até eles, o senhores da verdade. Mas mudar assusta, e eles vão agarrar com unhas, dentes e retroescavadeiras os seus interesses e suas boas intenções.
Mas, segundo a natureza, não há inverno que não tarde em se tornar primavera.
Beth Carvalho disse…
Enquanto procuramos um lugar ao sol, buscando aquecimento e aconchego, pensamentos bailam e voam procurando explicações para as "intenções" de terceiros. A humanidade sempre caminhou na contra mão do respeito aos direitos humanos. O que por si só, já é um contra senso, em razão do nome humanidade, dever significar irmandade, preocupação com o igual. Vi ainda pouco em uma camiseta, escrita a frase: "Somos Humanos Não Entre Em Pânico". O fato de se ter a necessidade de se escrever essa frase, já nos preocupa e muito! Até as pessoas mais próximas, não raro, não entendem nossas intenções, nossos gestos, vendo tudo como uma forma de agressão. No início da era Hitler, até os judeus acreditaram nas intenções, daquele que viria a ser o maior assassino de judeus. O Estado de Israel, vive em constante pânico, descofiando de tudo e de todos. No fundo, acreditam apenas neles mesmos. Os EUA e aliados, demoraram a acreditar no extermínio de judeus nos campos de concentração e agiram inicialmente por receio da invasão a Londres. Até os franceses, chegaram a perseguir os judeus da França, acreditando no que dizia Hitler. Dá para acreditar que existiram Campos de Concentração na França? Mas existiram. E com a colaboração de próprio Governo Francês. E por tantos e tantos sofrimentos, o Estado de Israel, tornou-se tirano e cruel. O povo judeu não aprova determinadas atitudes do Estado Israelense. São elas atitudes de vingança ou de medo? Por outro lado, não se consegue entender as intenções dos países que possuem arsenal de armas nucleares ou que enriquecem urânio. Os EUA e a Rússia, possuem o maior arsenal de armas nucleares. E qual a intenção deles? Manter a paz! Paradoxal! Os EUA, invadem o Iraque, na intenção de restabelecer a paz e a democracia. Passados tantos anos, alguém acredita nisso? Quem acredita nas intenções do Presidente Lula, cujo governo é o campeão em corrupção? A Terra saiu do seu eixo original e o homem ainda vai demorar muito para encontrar o seu equilíbrio. Por enquanto, só dá mesmo para acreditar na sua intenção de mudar de lugar para acompanhar o sol. Falando em sol, ele voltou a brilhar, depois de dias de intensa chuva. E os nossos propósitos ficam apenas na intenção e nunca os realizamos. Beijos para você Zizi e todos Zizianos enquanto aguardo a estrelinha de Maceió.

Postagens mais visitadas deste blog

Existe uma música cuja letra diz   “recordar é viver”
Pois bem, eu digo o contrário. Viver, de verdade, é recordar…..
Daquilo que, intimamente, já sabíamos - mas não lembrávamos que sabíamos… Recordar através de uma palavra solta no ar, um gesto, uma intenção, um deja-vù… qualquer coisa se presta a ser um sinal que suga dos infinitos do inconsciente a lembrança vaga de fatos, mas muito sólida em conteúdo e sentido.
Lembrar disso tudo trás sentido ao viver, ao sofrer que faz parte, àquilo que temos de aceitar porque a impotência bate de frente….
O caminho dessas lembranças, pelo menos o único que conheço, está bem perto - ou melhor : bem dentro de nós. Há que se ter coragem = core ( coração + agir ). Há que enfrentar nossos próprios demônios e dragões, que guardam as portas de entrada da memória… Parece simples, mas não é. Um pequeno e único gesto, por menor que seja, nessa direção, acredite: é Hercúleo.
Bem vindo à complexidade - inevitável como o destino - que nos compõe, e parece cobrar sua aut…

Pensou que eu tinha esquecido de você Eli?????

Mas não esqueci não!!!!!
Parabéns atrasados querida, mas limpinhos e cheios de carinho!!!
Desculpe não ter postado ontem!
Fui abduzida pela minha filha que me levou a um cinema incrível, a gente quase deita nele! E os garçons servem o que a gente já pediu.
Assistimos Almodovar com um pacote imenso de pipocas e prosseco rosê.
E eu ficava pensando: será que vai dar tempo de postar o parabéns da Eli?????
Não deu, mas então aqui vai:

PARABÉNS ELI!!!!
Muita saúde, paz, realizações, amor, felicidades e que seus desejos mais lindos sejam realizados!
Receba um beijo meu enooooooooooorme, e deste blog inteirinho que te ama!

Ah, a Carminha fez um cartão lindo prá você, só que veio em pdf. extensão que o blogger não aceita para uploads.

Então saiba que o carinho de todos por aqui é muito maior do que o que você imagina!
Beijos mil

Mistério revelado

Que bacana vocês terem aprovado o verde de fundo do blog.
É em homenagem à nossa escolha por maioria, ao partido verde, que na verdade com ou sem partido, é a cor de fundo das escolhas dos nossos corações, não é mesmo?

Um blog que reúne pessoas que amam animais, vegetais e minerais, música, arte e verdade, é no mínimo ecológico e ético, certo people?

Então, vou contar para vocês sobre o mistéééério que me levou ao planalto central.

Uma amiga comentou há algumas semanas, que um grupo de amigos estava com vontade de ir à Abadiânia - cidade do interior do estado de Goiás, para ser vista pelo médium João de Deus, a quem é atribuído grande poder de cura das mais diversas doenças.

Vi na minha agenda que naquele final de semana eu estaria com tempo livre, e resolvi me juntar ao grupo, uma vez que nos últimos anos tenho me sentido um "mostruário" de males que a medicina tem pouco ou nenhum jeito eficiente de tratar. Alguns não têm nem diagnóstico..... já passei por tantos hospitais, médi…